EUA estão promovendo 'capacidade excessiva' da produção de bens verdes, diz ministério chinês

O Ministério das Relações Exteriores da China acusou nesta segunda-feira, 13, os Estados Unidos de promover a chamada "capacidade excessiva" do setor industrial chinês, ao mesmo tempo em que impõem tarifas adicionais nos produtos de novas energias, como veículos elétricos (EVs, na sigla em inglês) e energia solar.

"Isso é autossabotagem. Essa atitude vai contra o consenso alcançado em São Francisco sobre a resposta conjunta às mudanças climáticas e, mais importante, prejudica a transição global para uma economia verde", afirmou o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, em coletiva de imprensa. "Pedimos que os EUA criem condições para permitir a colaboração climática bilateral e a transição verde global."