No Reino Unido, ministro Jeremy Hunt promete mais cortes de impostos à frente

O ministro das Finanças do Reino Unido, Jeremy Hunt, participou nesta sexta-feira, 17, de uma coletiva de imprensa na qual defendeu as ações do atual governo conservador, especialmente no tema dos cortes dos impostos. Projetando as futuras eleições, Hunt contrapôs as intenções do partido às dos trabalhistas, que, segundo ele, apostam por renovadas taxações, o que atrapalharia o crescimento britânico.

Hunt apontou para dados recentes do PIB do Reino Unido, indicando que o país vem avançando mais que pares europeus.

"Estamos preparados para fazer o trabalho árduo para reduzir os impostos porque sabemos que isso conduzirá a mais crescimento para a economia e a mais prosperidade para as famílias britânicas", afirmou o ministro. "É por isso que reduzimos quatro centavos do seguro nacional dos funcionários, economizando £ 900 para a pessoa média empregada este ano. Isto é um alívio vital para as famílias depois da redução do custo de vida, mas também fará crescer a economia", disse Hunt.

O secretário defendeu ainda medidas do atual governo sobre o mercado de capitais.

Segundo ele, as autoridades competentes estão prestando consultoria sobre a alteração das regras de listagem e das regras de prospecto para empresas que desejam ser listadas na bolsa de valores de Londres. "Eles tornarão as nossas regras tão competitivas quanto a Nasdaq. Estou muito confiante de que reverteremos algumas das tendências que temos visto nos últimos anos e transformaremos Londres num centro europeu para ações globais de tecnologia", afirmou.