MME: Brasil fecha acordo sobre aumento de produção em Jirau em 750 MW

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, assinou nesta terça-feira, 9, memorandos de entendimento com a Bolívia, incluindo a interconexão dos "sistemas de transmissão e distribuição" de energia elétrica e a modificação da operação da Usina Hidrelétrica da UHE Jirau na "quota 90".

Pela previsão, a adoção dessa quota no Rio Madeira permitirá elevar a produção de energia na hidrelétrica Jirau em 750 megawatts (MW). A usina hidrelétrica Jirau tem entre seus acionistas a Engie (40%), a Eletrobrás (40%) e a Mizha Participações S.A. (20%), subsidiária da Mitsui & CO.

A assinatura dos acordos ocorreram em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, com a presença do presidente Lula.

Um terceiro acordo foi um aditivo a um memorando de 2027, assinado entre o Ministério de Minas e Energia (MME) e o Ministério de Hidrocarbonetos da Bolívia, assinado em 2007, sobre a "integração energética" entre os dois países por meio da utilização da infraestrutura de dutos já existente no transporte de gás natural.

Essa interligação atende atendo o mercado brasileiro, segundo o MME. Ficaram previstos a avaliação e execução de projetos de exploração por meio de novos operadores na região.

A interligação se dará entre as subestações Guajará-Mirim (RO/Brasil) e Guayaramerin (Bolívia), e entre as subestações Epitaciolândia (AC/Brasil) e Cobija (Bolívia). "O objetivo do plano de conexão via sistema de distribuição é o de fornecer energia elétrica a localidades no norte da Bolívia, cujas redes elétricas atualmente operam de forma isolada", diz o MME, em nota.

Nesta última segunda-feira, Silveira esteve reunido com representantes do governo da Bolívia para tratar da possibilidade de compra direta de gás natural produzido no país vizinho. Ou seja, sem intermédio da Petrobras. Representantes do setor industrial brasileiro também estiveram presentes na reunião.

Jirau

O MME também informou que a geração de energia da Usina Hidrelétrica (UHE) de Jirau será otimizada, com flexibilização de regras operativas. Com isso, será permitido a continuidade da operação na quota 90 "constante ou ampliada durante o período de estiagem com ganhos energéticos" ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

A usina é a quarta maior geradora de energia do Brasil em capacidade instalada. Segundo o balanço apresentada, com 50 unidades geradoras, a potência da usina é de 75 MW, com 3.750 MW de capacidade instalada.

Deixe seu comentário

Só para assinantes