PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Protesto na web pede doação de roupa da Abercrombie & Fitch para moradores de rua

Modelos divulgam a data de inauguração da primeira loja alemã da Abercrombie & Fitch, em Dusseldorf. A marca norte-americana é a queridinha entre os adolescentes de todo o mundo (25/11/2011) - Rolf Vennenbernd/EFE
Modelos divulgam a data de inauguração da primeira loja alemã da Abercrombie & Fitch, em Dusseldorf. A marca norte-americana é a queridinha entre os adolescentes de todo o mundo (25/11/2011) Imagem: Rolf Vennenbernd/EFE

15/05/2013 16h14

SÃO PAULO - Indignado com a nova estratégia da marca Abercrombie & Fitch, que deixou de fabricar tamanhos G e GG, o americano Greg Karber postou um vídeo-protesto no Youtube contra a marca.

No vídeo, ele pede que as pessoas doem as roupas fabricadas pela empresa aos desabrigados e depois compartilhem a iniciativa na rede social. A ideia é que a Abercrombie & Fitch se torne a marca número um entre os moradores de rua.

Protesto sugere doar roupas da Abercrombie para sem-teto; veja

Em entrevista ao site Mashable, Karber afirmou que ficou chateado com as declarações do CEO da marca, Mike Jeffries. "Por isso eu pensei em fazer algo que transformasse essa energia negativa em algo positivo.

Na semana passada, Mike Jeffries declarou que a empresa não pretende mais associar à marca mulheres “acima do peso”. Ele quer apenas “garotas descoladas” usando suas roupas, mesmo que esse padrão de beleza não seja obsoleto.

Desde segunda-feira, o vídeo já teve mais de 900 mil visualizações.