PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Roubini ataca bitcoin em seu Twitter: "é uma pirâmide e um canal para o crime"

10/03/2014 08h14

SÃO PAULO - O economista Nouriel Roubini, conhecido como "Dr. Doom" por suas expectativas pessimistas e por ter previsto a crise financeira de 2008, parece ser igualmente pessimista sobre a moeda virtual bitcoin. Ele declarou que a moeda, que vem sofrendo vários revezes ultimamente, é uma espécie de "esquema Ponzi".

O esquema Ponzi atrai pessoas oferecendo retornos muito acima da média de qualquer investimento conhecido. Enquanto houver gente nova entrando e colocando dinheiro, o golpista pode usar esses recursos para pagar aqueles que saem. 

Os bitcoins estão nos holofotes do mercado desde abril de 2013 e, vistas como um movimento libertário sem que haja um banco central, viu suas cotações dispararem acima de US$ 1.000 dólares antes de passar por movimentos de regulamentação na China, ataque de hackers e "desaparecimento" de corretoras. 

Em seu perfil no Twitter, Roubini declarou que o bitcoin não é uma moeda. "A propósito, é um esquema Ponzi e um canal para atividades criminosas e ilegais", destacou. A "moeda virtual" não é nem uma unidade de conta, nem um meio de pagamento, nem uma reserva de valor, que são as funções da moeda, destacou Roubini. 

Ele disse que há bens e serviços que não estão sendo precificadas através das bitcoins e que nunca deveriam ser, destacando ainda a forte flutuação de preços e volatilidade da "moeda". O bitcoin já se desvalorizou em cerca de 50% desde novembro e a forte flutuação de preços em apenas um dia não é algo incomum. 

Além disso, ele destacou o culto e a forma quase religiosa com os quais os fanáticos pelo bitcoin agem, ressaltando que veem os últimos revezes como "conspiração paranoica".

Os defensores dos bitcoins claramente discordam de Roubini, mas mesmo os maiores fãs reconhecem que algo deve ser feito para aumentar a regulação da moeda. Porém, em meio a diversos problemas, como o pedido de proteção à falência da maior corretora da moeda no mundo e o ataque hacker à Flexcoin, além do mistério que cerca o seu criador, há também quem veja a moeda como uma "promessa", caso do ex-vice-presidente do Federal Reserve, Alan Blinder. 

Contudo, apesar de ser uma boa estratégia de marketing para algumas empresas, - caso da companhia aérea de Richard Branson, que anunciou que aceitaria o bitcoin como meio de pagamento -, Roubini não está convencido dos benefícios da moeda virtual para as varejistas. E destaca: "a volatilidade de preços do bitcoin implica enorme risco ao mercado". 

PUBLICIDADE