Bolsas

Câmbio

Duelo de gigantes: Ambev e Heineken disputam exclusividade no estádio do Palmeiras

SÃO PAULO - Na última semana uma discussão envolvendo a Ambev (ABEV3) e a construtora WTorre chamou atenção, com a companhia de bebidas cobrando a empresa responsável pela administração do Allianz Parque (estádio do Palmeiras) alguns direitos comerciais dentro da arena, como venda exclusiva de bebidas. Porém, a discussão também está envolvendo a Heineken.

Segundo a Folha de S. Paulo, a cervejaria Heineken Brasil tem negociações avançadas com a WTorre para comercializar exclusivamente bebidas no local, tendo em vista o possível fim da proibição da venda de bebidas alcoólicas em estádios no estado de São Paulo no futuro. Em outros estados, como Rio de Janeiro e Minas Gerais, a proibição deixou de existir recentemente.

Com base em escritura de 1920 da cessão do imóvel pela Companhia Antarctica Paulista, hoje incorporada à Ambev afirma que no estádio não podem ser vendidos "produtos similares aos fabricados" pela Antarctica. Porém, a WTorre disse acreditar que o debate não chegará a lugar nenhum, já que na escritura apresentada à construtora na ocasião da assinatura do acordo com o Palmeiras já não constava a participação da Antarctica.

De acordo com a publicação, a pós ser notificada pela Ambev, a Heineken cancelou uma reunião com a WTorre, informando-a da notificação que havia recebido. Assim, as negociações foram suspensas momentaneamente para análise das possíveis implicações das demandas da Ambev.  Procurada pela Folha, a Heineken confirmou ter recebido a notificação, mas disse que ainda aguarda o envio da escritura para ter a compreensão completa do cenário.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos