Bolsas

Câmbio

UBS critica Banco do Brasil, mas ainda espera alta de 50% em um ano; entenda

SÃO PAULO – O UBS atribui recomendação neutra para os papéis do Banco do Brasil (BBAS3). Em relatório divulgado pela instituição financeira, os analistas ainda estimam um preço-alvo de R$ 20,00 para os papéis da companhia, chegando a um potencial de valorização de 52,44% em relação ao fechamento do dia 25 de fevereiro de 2016.

A receita líquida do banco referente ao quarto trimestre de 2015 ficou em R$ 2,648 bilhões, número 2,8% abaixo do que estimava a instituição financeira. Já o ROE (Return on Equity) ficou em 13,4%, de acordo com a instituição financeira.

O guidance do BB para 2016 traz risco de rebaixamento das estimativas dos analistas. Em relação a empréstimos, a meta do banco é de uma alta entre 3% a 6%, enquanto o UBS esperava 8%. Já em crescimento de receita líquida, a diferença é ainda maior: expectativa do UBS de 19,6%, contra um guidance de 7% a 11%.

Os analistas ainda afirmam que o Banco do Brasil é a ação que menos gostam no Brasil. Além disso, a instituição financeira também comenta que as despesas com provisões do banco no último trimestre se elevaram.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos