Clientes acusam copos temáticos do Starbucks de "lavagem cerebral"

SÃO PAULO – As bebidas temáticas para as festas de fim de ano no Starbucks neste ano estão sendo servidas dentro de um copo especial verde, estampado com mais de cem pessoas desenhadas com uma única linha contínua. A ação, todavia, gerou polêmica entre clientes e usuários de redes sociais, que acusaram a marca de "lavagem cerebral política".

Divulgados exatamente uma semana antes das eleições norte-americanas, os recipientes pregam "união", conceito que gerou desconforto entre opositores da candidata democrata Hillary Clinton. 

No Twitter, alguns clientes pregam o boicote aos produtos da marca, afirmando que o "copo da união demonstra preconceito contra os liberais". Foi criada, inclusive, a hashtag #BoycottStarbucks.

Outras pessoas criticam também a cor. "Starbucks se livra da cor do Natal, substitui por uma cor Islâmica, tudo em nome da 'união'. Acostume-se com isso", escreveu uma internauta.

O CEO do Starbucks, Howard Schultz abertamente apoiou Hillary como presidente durante os últimos meses. Ainda assim, nenhuma referência política foi feita na ocesião do lançamento das bebidas temáticas de fim de ano no país.

Segundo o Business Insider, porém, os clientes raivosos podem se acalmar. Copos vermelhos com design de anos anteriores já teriam sido encomendados pelo Starbucks e deverão chegar às lojas em meados deste mês.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos