Bolsas

Câmbio

PhD em Brasil, professor de Columbia afirma: não subestime capacidade do País de sair da crise

SÃO PAULO - Enfrentar a pior recessão da história brasileira não deve ser encarado como uma tarefa impossível, uma vez que o País já reverteu situações econômicas igualmente desafiadoras, segundo Albert Fishlow, professor emérito de Estudos Brasileiros da Universidade Columbia, em Nova York.

"Não se deve subestimar a capacidade do Brasil de sair de um problema", afirmou o brasilianista durante o evento "A Mudança do Papel do Estado", realizado em São Paulo pela Universidade Columbia em parceria com FecomercioSP, FGV e UM BRASIL.

O acadêmico destaca que, no passado, o Brasil enfrentava hiperinflação e tinha pouca participação no mercado mundial de commodities, situação que foi revertida. A solução para a atual crise, no entanto, não deve ser simples.

"A questão no Brasil agora é se a ênfase na globalização não vem muito tarde para aproveitar o que está acontecendo no mundo", afirmou.

América Latina
Comentando as origens das crises no Brasil e em outros países da América Latina, o professor emérito de Estudos Brasileiros da Universidade Columbia destacou que as economias da região passam por "retrocessos" constantemente e citou os casos de Argentina, Venezuela e Chile, que já tiveram indicadores de renda per capita entre os maiores do mundo em meados do século passado e, décadas depois, enfrentaram graves problemas em suas economias.

Para Fishlow, uma das razões que explicam este comportamento é a dificuldade de gerenciar e absorver Estados cada vez maiores. "Sempre parece haver uma saída para a crise que passa pelo aumento do tamanho do Estado", afirmou.

Este diagnóstico também se aplica à atual crise brasileira, uma vez que boa parte do desequilíbrio fiscal decorre das medidas contracíclicas adotadas a partir de 2013 para enfrentar os efeitos da crise econômica global, como as isenções fiscais e as reduções de tarifas de energia, por exemplo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos