PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Com lucro de R$ 432 milhões, Grupo Pão de Açúcar sobe mais de 2%

25/07/2019 10h33

Na noite de ontem, o Grupo Pão de Açúcar (SA:PCAR4) divulgou lucro líquido consolidado aos acionistas controladores de R$ 432 milhões no segundo trimestre, superando previsões de analistas. O resultado foi puxado principalmente pelo firme desempenho da bandeira de atacarejo, Assaí, em um ambiente econômico ainda desafiador, informou a subsidiária local do grupo francês Casino em material de divulgação do balanço. Com isso, as ações do banco avançam 2,63% a R$ 90,32, estando entre as maiores altas do Ibovespa.

O desempenho operacional medido pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somou 855 milhões de reais entre abril e junho, também superior à estimativa média de analistas compilada pela Refinitiv, de 722,4 milhões de reais.

Separadamente, o GPA também anunciou na véspera que o seu conselho de administração autorizou o grupo varejista a iniciar os preparativos para entrada no Novo Mercado, o segmento de mais rigorosa governança na B3. Como parte do processo, as ações preferenciais da companhia serão convertidas em ordinárias, na proporção de uma para uma.

Na visão do BTG Pactual (SA:BPAC11), conforme já era esperado, a companhia divulgou números fracos em sua divisão Multivarejo, que explicam principalmente o baixo desempenho recente das ações. Para os analistas é esperada uma reação negativa do mercado (especialmente após os números mais fortes do Carrefour (SA:CRFB3)).

Eles explicam que, apesar do momento operacional mais desafiador no curto prazo, é esperada uma melhor governança corporativa para a nova holding na América Latina e o fim do excesso corporativo que pesou sobre o desempenho das ações GPA recentemente, que são os principais catalisadores para a visão positiva no ano, sustentando a classificação de compra.

Para os analistas da Mirae Asset, o resultado veio um pouco mais fraco, em virtude de vendas ainda lentas e custos/despesas maiores. Com a expectativa de retomada da economia e liberação de FGTS, eles estão otimsitas com a empresas e com o setor e lembramos também que suas ações estarão migrando para o Novo mercado e a empresa estará adquirindo as operações do Grupo Exito na América latina. A recomendação segue de compra da PCAR4.