PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Braskem pode voltar a discutir distribuição de dividendos de R$ 2,67 bi, diz Valor

26/08/2019 14h14

A Braskem (SA:BRKM5) pode voltar a discutir ainda nesta semana o pagamento de R$ 2,67 bilhões em dividendos, que haviam sido propostos em março. No entanto, de acordo com a reportagem do jornal Valor Econômico, é pouco provável que a decisão seja pelo pagamento de 100% do lucro, como havia sido previsto anteriormente.

A publicação explica a piora do ciclo petroquímico nos últimos meses e as ações judiciais relacionadas à extra ração de sal-gema em Alagoas devem impedir a companhia de fazer a distribuição dos proventos nos moldes anunciados.

O jornal relata que a decisão só poderá ser tomada depois que a administração da companhia reapresentar a proposta ao conselho de administração, para que este possa deliberar sobre a pauta. A expectativa é que isso aconteça ainda nesta semana. Depois disso, conta o Valor, seria convocada uma Assembleia Geral extraordinária (AGE), que teria o período de 45 dias entre sua convocação o efetivo pagamento.

O tema voltou a ser discutido pela companhia depois de uma decisão do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF) de manter a liminar que autorizava a Braskem (SA:BRKM5) a seguir adiante com o pagamento, mediante a apresentação de seguro-garantia de igual valor, o que já foi realizado.

O Valor lembra que o pedido de suspensão do pagamento foi feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) liberou a distribuição de lucros proposta pela direção da companhia.

Há alguns dias, ao ser questionada sobre a possibilidade de voltar a distribuir os proventos, a Braskem (SA:BRKM5) informou que o tema ainda será avaliado. "A companhia considera diversos fatores, inclusive o cenário econômico, petroquímico, a política de dividendos (que é pública) e a posição de caixa."