PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Futuros dos EUA devem abrir ligeiramente em baixa antes da decisão do Fed

18/09/2019 08h01

Os futuros de ações dos EUA apontam para uma abertura ligeiramente menor em Wall Street na quarta-feira, à frente de um provável corte de taxa de juros pelo Federal Reserve na conclusão de sua última reunião no final do dia.

Às 7h55, futuros do Dow caíam 26 pontos ou 0,1%, enquanto futuros do S&P 500 e futuros do Nasdaq 100 também caíam um pouco.

As ações fecharam firmemente em território positivo na terça-feira, depois de terem sido misturadas por boa parte da sessão. O S&P 500 está menos de 1% abaixo do seu recorde de alta em 26 de julho.

Alguns dados econômicos fortes dos EUA diminuíram as expectativas de redução de taxas nos últimos dias, mas ainda é esperado que o Fed abaixe as taxas em 25 pontos-base.

Seria o seu segundo corte nas taxas em menos de dois meses, em meio a preocupações com as consequências da guerra comercial com a China e a desaceleração do crescimento global.

Os investidores também aguardam pistas sobre até que ponto a flexibilização da política monetária dos EUA chegaria, dado que os formuladores de políticas do Fed estão divididos quanto à necessidade de mais cortes nas taxas.

"Será difícil para eles sinalizar um tom extremamente dovish, já que eles já estão meio divididos neste momento", disse Chris Zaccarelli, diretor de investimentos da Independent Advisor Alliance, em Charlotte, Carolina do Norte.

Os observadores do mercado também receberão uma atualização sobre o mercado imobiliário sob a forma de alvarás de construção, e os dados de início de construções às 9h30 da manhã.

Além das ações, o índice dólar, que mede a força da moeda norte-americana em comparação com seis moedas rivais, aumentava 0,2% ficando em 98,02, enquanto o rendimento do Tesouro 10 anos caía para 1,7%.

Em commodities, os futuros do ouro caíam US$ 4,55, ou 0,3%, para US$ 1.508,85 por onça troy, enquanto o petróleo bruto caía 34 centavos, ou 0,6%, para US$ 58,76 por barril depois da Arábia Saudita disse que restaurará a produção perdida até o final de setembro. O petróleo Brent caía 0,4%, para US$ 64,34 por barril.

--A Reuters contribuiu para esta matéria