PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Fitch eleva nota de longo prazo do Banco Inter; GS recomenda 'venda'

11/11/2019 18h42

O Banco Inter comunicou ao mercado que a agência de classificação de risco de crédito Fitch Ratings elevou a nota de Longo Prazo da instituição de 'BBB+(bra)' para 'A-(bra)', com Perspectiva Estável.

De acordo com o relatório da Fitch, a elevação do rating reflete a estratégia do banco digital de expandir a sua franquia e de seu modelo de negócios – com uma maior diversificação de ofertas de produtos, ampla posição de liquidez, independência na distribuição dos produtos de captação e sólidos índices de capitalização.

No relatório, a agência afirma que o Banco apresenta bom mix de receitas, entre suas principais linhas de crédito e de serviços, tem se beneficiado da estratégia de venda cruzada de diversos produtos oferecidos, o que elevou a participação das receitas de serviços e proporcionou maior capilaridade à distribuição de seus produtos de crédito.

Os analistas da Fitch destacaram que o Inter tem mantido confortável posição de liquidez, ampliada após a entrada de recursos provenientes dos aumentos de capital ocorridos nos últimos 18 meses. "Atualmente a estrutura de captação e liquidez do Inter se situam acima da média de seus pares e estas tem sido um fator importante na eficaz administração dos descasamentos entre ativos e passivos", afirma a agência.

A Fitch ressaltou ainda o forte crescimento dos depósitos à vista nos últimos anos — aumento de 213% em relação a setembro de 2018 —, o que tem contribuído não só para a redução dos custos de captação, mas também para o incremento das receitas de floating.

Goldman Sach recomenda venda do Banco Inter

Por outro lado, há quem esteja cauteloso com a capacidade do Inter de monetizar sua base de clientes. No sábado (10), a Goldman Sachs, por exemplo, anunciou o começo da cobertura dos papéis do banco digital com recomendação de venda. Para os analistas Tito Labarta, Jonathan Schajnovetz e Ashok Sivamohan, o preço-alvo em 12 meses é de R$ 11

As ações do Banco Inter (SA:BIDI11) fecharam esta segunda (11/11) em queda de 3,01%, a R$ 43,80.