PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Sanepar opera estável após registrar lucro 84,5% maior no 3º trimestre

12/11/2019 12h45

As ações da Sanepar (SA:SAPR11) são negociadas com estabilidade na tarde desta terça-feira, depois de a companhia estatal reportar no terceiro trimestre de 2019 lucro líquido de R$ 243,6 milhões, uma alta de 84,5% na comparação com o mesmo período de 2018.

Com isso, por volta das 12h45, as ações da Sanepar (SA:SAPR11) perdiam 0,05% a R$ 88,70.

A companhia paranaense também obteve Ebitda, chegando a R$ 485,7 milhões, um aumento de 36,1% na comparação anualizada. Assim, a margem Ebitda cresceu 6,8 p.p. na comparação com o mesmo período de 2018. Segundo a Sanepar (SA:SAPR11), isso foi possível graças ao crescimento de 13,4% da receita líquida, passando de R$ 1,04 bilhão para R$ 1,18 bilhão, no entanto, os custos e despesas que impactam o Ebitda aumentaram 1,6%.

Já a dívida líquida ficou em R$ 2,85 bilhões, um aumento de 16,4%. Portanto, o índice de alavancagem, medido pela dívida líquida/Ebitda, no intervalo de julho a setembro deste ano, chegou a 1,6x nos últimos 12 meses.

O BTG Pactual (SA:BPAC11) lembra que, na semana passada, a Sanepar (SA:SAPR11) anunciou que o aumento tarifário restante de 3,76%, que inicialmente revogado pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), entrará em vigor a partir de hoje e que a compensação pelo atraso será recuperada nos próximos seis meses. A restauração desse componente ajuda a sustentar o case de investimento, mas todos esses obstáculos ao longo da estrada ainda deixa uma grande dose de ceticismo pairando, na visão dos analistas.

O banco mantém a recomendação de compra, com a avaliação derivada do DCF descontado e de um WACC real de 7,5%.