PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Braskem inverte e passa subir depois de registrar prejuízo de R$ 888 mi no 3º tri

18/11/2019 13h11

Depois de abrir com importante queda, as ações da Braskem (SA:BRKM5) iniciam recuperação no começo da tarde desta quinta-feira. Na quinta-feira, a petroquímica informou que reverteu o resultado positivo obtido há um ano e registrou prejuízo no terceiro trimestre deste ano, como resultado do impacto da desvalorização do real ante do dólar sobre a exposição líquida da empresa não designada para hedge accounting, informou a companhia.

Com isso, por volta das 12h45, os papéis somam 0,24% a R$ 28,88, depois de bater na mínima de R$ 27,92.

O prejuízo da empresa entre julho e setembro foi de R$ 888 milhões, ante o lucro de R$ 1,34 bilhão que a companhia havia conseguido no mesmo período do ano passado, de acordo com comunicado divulgado pela Braskem (SA:BRKM5).

A empresa também sofreu uma queda de 57% no Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) no período, para R$ 1,548 bilhão, ante os R$ 3,58 bilhões que registrou no mesmo período do ano passado.

Sal

A petroquímica informou que apresentou à Agência Nacional de Mineração (ANM) medidas para encerramento definitivo de atividades de extração de sal em Maceió (AL) com fechamento de seus poços.

Em fato relevante, a companhia controlada pela Odebrecht informou ainda que propôs à ANM a criação de uma área de resguardo no entorno de determinados poços, o que envolverá realocação de pessoas, desocupação de imóveis e a adoção de medidas adicionais de monitoramento.

"A estimativa preliminar da companhia, a ser confirmada em diálogos com as autoridades, é que esta área de resguardo envolva aproximadamente 400 imóveis e 1.500 pessoas", diz trecho do documento.

De acordo com a Braskem (SA:BRKM5), as medidas propostas são relativas ao encerramento definitivo das atividades de extração de sal e fechamento dos seus poços.

PUBLICIDADE