Bolsas

Câmbio

Com apoio de craques do futebol e da Pfizer, associação médica lança campanha de esclarecimento sobre doença genética

Pfizer

Os dados abaixo são de responsabilidade das empresas envolvidas e não são produto jornalístico do UOL

SÃO PAULO, 19 de outubro de 2016 /PRNewswire/ -- Capaz de mobilizar torcidas e de inflamar paixões, o futebol tem canalizado esse prestígio para fazer a diferença na área da saúde. Se no passado ações envolvendo jogadores foram capazes de aumentar as doações de órgãos e de abastecer bancos de sangue no País, agora os esforços estão concentrados em chamar a atenção para uma doença genética pouco conhecida que afeta milhares de brasileiros: a polineuropatia amiloidótica familiar (PAF). 

Com apoio de craques brasileiros e da Pfizer, a Academia Brasileira de Neurologia acaba de lançar a campanha #PAUSANAPAF, que tem o objetivo de mudar o cenário de desinformação que envolve a doença e incentivar o diagnóstico precoce. Progressiva e irreversível, a PAF costuma se manifestar entre os 30 e os 40 anos, pausando completamente a vida do paciente. Após os primeiros sintomas, sem tratamento, essas pessoas sobrevivem por cerca de 10 anos.

Como os primeiros sintomas da doença se manifestam nos pés, nada mais emblemático do que contar com a participação de ídolos do futebol na campanha, entre eles o pentacampeão Cafu, que abraçou a iniciativa voluntariamente e se tornou embaixador da causa. "É muito gratificante quando conseguimos aproveitar a visibilidade do futebol para engajar as pessoas em uma causa que pode modificar completamente a vida desses pacientes", afirma.

Uma das estratégias da campanha #PAUSANAPAF é a criação de uma mobilização nas redes sociais, contando com o apoio dos jogadores e de outros influenciadores importantes na web. A ideia é desafiar o maior número possível de internautas a gravar um vídeo em que a pessoa apareça parada, por alguns segundos, em cenários com movimento ao fundo. Depois, basta postar essa "selfie pausada" nas redes sociais, como forma de estimular a busca por mais informações sobre a doença no círculo de amigos.

Ídolos do Palmeiras, como Alecsandro, Fernando Prass e Gabriel Jesus, e do Santos, entre eles Ricardo Oliveira, Renato e Elano, já aderiram ao desafio da selfie pausada. Fora do mundo do futebol, celebridades como a cantora Wanessa Camargo e a apresentadora Adriane Galisteu também divulgaram o desafio em suas redes sociais, mobilizando milhares de fãs.

A campanha #PAUSANAPAF também prevê ações presenciais em alguns estádios do País durante o Campeonato Brasileiro, com mensagens nos painéis de LED e nos telões, além de mobilizações envolvendo os jogadores.

Mais informações: 3643-2907

FONTE Pfizer

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos