Bolsas

Câmbio

Impostômetro chega a R$ 1,8 trilhão e bate recorde de arrecadação em 2014

Do UOL, em São Paulo

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que estima o total de impostos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros ao longo do ano, chegará, pela primeira vez, à marca de R$ 1,8 trilhão. O novo recorde está previsto para ser alcançado às 17h desta segunda-feira (29).

Em 2013, o Impostômetro fechou o ano com arrecadação de R$ 1,7 trilhão, maior valor registrado ao longo de um ano até então.

"Esse número mostra que a arrecadação tributária cresceu, acompanhando o aumento da inflação em 2014", diz Rogério Amato, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).

Segundo Amato,  os principais impostos –como o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços)– incidem sobre os preços, portanto, quando há inflação, há também elevação de receita tributária.

"Além disso, o crescimento da economia perto de zero em 2014 não contribui para o incremento da arrecadação", afirma.

No site do Impostômetro (www.impostometro.com.br), é possível calcular o que dá para fazer com todo o dinheiro arrecadado. Com R$ 1,8 trilhão, seria possível, por exemplo, pagar 12,8 trilhões de bolsas famílias, 2,4 trilhões de salários mínimos ou comprar 66,6 milhões de carros populares.

O portal também possibilita o levantamento dos valores que as populações de cada Estado e município brasileiro pagaram em tributos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos