PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

'Divórcio mais caro do mundo' chega ao fim após 7 anos, com acordo sigiloso

Eric Gaillard/Reuters
Imagem: Eric Gaillard/Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/10/2015 19h14Atualizada em 21/10/2015 19h14

Após 23 anos de casamento e outros 7 de briga na Justiça, o bilionário russo Dmitry Rybolovlev e sua ex-mulher, Elena, conseguiram chegar a um acordo de divórcio. O valor não foi divulgado. Rybolovlev é dono do AS Monaco, clube da liga francesa de futebol.

O caso foi classificado como "o divórcio mais caro da história" por um advogado envolvido no caso, segundo a revista "Forbes".

Rybolovlev é a 165ª pessoa mais rica do mundo e o 14º mais abastado da Rússia, segundo a "Forbes", com fortuna estimada em US$ 8,5 bilhões. Ele fez fortuna com uma das maiores fabricantes de potássio do mundo, vendida por US$ 6,5 bilhões em 2010.

Em maio de 2014, um tribunal suíço tinha condenado Rybolovlev a pagar US$ 4,5 bilhões a Elena. Em junho deste ano, outro tribunal da Suíça reduziu o montante para cerca de US$ 600 milhões.

Elena acusava o marido de tentar esconder bens durante o processo de divórcio. Em disputa estavam, por exemplo, uma mansão em Palm Beach (Flórida, EUA) avaliada em US$ 95 milhões, que foi comprada do magnata Donald Trump, um apartamento de US$ 88 milhões em Central Park West (Nova York, EUA), e uma ilha grega que já pertenceu à família de Athina Onassis.

(Com AFP e Infomoney)