Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quarta, 22 de junho

Luiz Gomes

Do UOL, em São Paulo

Mercado Financeiro

A Bolsa de São Paulo fechou o dia em queda de 1,34%, com 50.156,31 pontos. O desempenho foi puxado pela desvalorização das ações da Petrobras e dos bancos. Essa foi a primeira queda do Ibovespa após cinco altas.

Já o dólar caiu 0,83%, cotado a R$ 3,378. No mês, a moeda norte-americana desvalorizou 6,49%. No ano, já perdeu 14,44%.

Leia mais


Obras feitas, mas sem pagamento

E depois de conseguir um acordo para não pagar dívidas com a União, agora sete Estados querem outra facilidade: interromper por seis meses os pagamentos dos empréstimos que tomaram do BNDES para fazer obras da Copa do Mundo de 2014.

O valor total em negociação é de R$ 2,4 bilhões. Essa é a soma do que Rio de Janeiro, Paraná, Pernambuco, Ceará, Bahia, Mato Grosso e Amazonas receberam do BNDES desde 2010. O dinheiro foi usado para construir estádios e outras instalações que serviram para a Copa no Brasil.

Leia mais

 

Raio privatizador?

O ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, disse que vai caber aos governos dos Estados privatizar ou não estatais estaduais. A decisão seria tomada para renegociar as dívidas das federações com a União.

Oliveira disse que o governo interino pode aceitar ativos de empresas na negociação, mas que não existe uma determinação de qual empresa deve ser privatizada.

Leia mais

 

Uma ajuda para o emprego

O Ministério do Trabalho aprovou a liberação de R$ 5 bilhões para micros e pequenas empresas do país. A medida busca impedir que o número de desempregados aumente no Brasil.

A ação do ministério pretende impedir que até 100 mil empresas façam cortes na folha de pagamento. Para receber até R$ 200 mil do programa, a empresa deve manter funcionários. Aquelas que possuem mais de dez empregados devem contratar um jovem aprendiz.

Leia mais

 

"Dez entre dez brasileiros preferem feijão"

O governo federal anunciou hoje que vai liberar a importação de feijão em uma tentativa para diminuir o preço do alimento, que vem colaborando para a inflação alta.

A liberação vai valer para a importação de feijão da Argentina, Bolívia e Paraguai. Para o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a alta no preço do alimento aconteceu por questões climáticas, que afetaram a produção no Centro-Oeste.

Leia mais

 

Energia mais limpa

A quantidade de eletricidade gerada por painéis solares deve ser seis vezes maior no mundo até 2030. Isso porque o custo da produção da energia solar está se tornando inferior ao dos principais concorrentes, o gás natural e as usinas de carvão.

Atualmente, a energia solar representa 1,2% do total produzido no mundo, mas esse índice pode ser de 8% a 13% até 2030. Já o custo da eletricidade produzida pelos painéis solares deve cair 59% até 2025.

Leia mais

 

 "Proibida para menores"

A Coca-Cola, a PepsiCo e a Ambev anunciaram que vão parar de vender refrigerantes para escolas com alunos de até 12 anos de idade. Essa medida deve valer a partir de agosto.

No lugar da bebida, serão vendidos nas cantinas escolares apenas água, suco com 100% de fruta, água de coco e bebidas lácteas, seguindo critérios nutricionais específicos. A iniciativa tem o objetivo de combater a obesidade infantil.

Leia mais

 

Agenda da semana

Na agenda econômica, amanhã o governo interino de Michel Temer discute com centrais sindicais a reforma da Previdência.

No exterior, os britânicos vão às urnas e decidem em um plebiscito sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos