Topo

Importante no PIB, investimento sobe no trimestre, após 10 quedas seguidas

Divulgação
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

31/08/2016 09h39Atualizada em 31/08/2016 09h51

Os investimentos cresceram 0,4% no segundo trimestre de 2016, em relação ao trimestre anterior. Com isso, interrompem uma sequência de dez quedas. Na comparação com o mesmo período de 2015, porém, continuaram caindo: o tombo foi de 8,8%, na nona queda consecutiva.

Os dados do PIB foram divulgados nesta quarta-feira (31) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e mostraram que a economia brasileira encolheu 0,6% no segundo trimestre, comparando com o período anterior, e 3,8% em relação ao segundo trimestre do ano passado.

O que o PIB tem a ver com a sua vida?

UOL Notícias

Segundo o IBGE, o tombo dos investimentos em relação ao ano passado aconteceu, principalmente, pela queda das importações e da produção interna. Também teve peso o desempenho negativo da construção.

O investimento das empresas para produzir mais é um dos indicadores mais importantes do PIB (Produto Interno Bruto). Ele mostra a capacidade do país de continuar crescendo no futuro: quando uma empresa planeja aumentar a produção, ela investe em máquinas, transporte e infraestrutura, por exemplo.

Se esse índice cai, isso indica que os empresários não estão confiantes e, portanto, não pretendem ampliar a produção. Se as empresas não crescem, deixam de contratar trabalhadores e de produzir mais, fazendo com que a economia desacelere no longo prazo.

O que é o PIB?

Entenda o que é o PIB e como ele é calculado

UOL Notícias

PIB é a soma de tudo o que é produzido no país. Os dados consideram a metodologia atualizada do cálculo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Economia