Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quinta, 20 de outubro

Do UOL, em São Paulo

Mercado financeiro

A Bolsa fechou em alta de 0,52%, com 63.837,85 pontos. É o maior valor de fechamento desde 3 de abril de 2012. O resultado foi puxado, principalmente, pelo desempenho positivo das ações da Vale, que subiram mais de 4%, além da valorização dos papéis dos bancos Bradesco, Itaú e Banco do Brasil.

O dólar emendou a terceira queda seguida. A moeda caiu 0,95%, cotada em R$ 3,139. É o menor valor de fechamento desde 10 de agosto.

Leia mais
 

Sem crédito na praça

Metade dos Estados do país não tem boa situação fiscal para pedir empréstimos. Das 27 unidades da federação, somente 14 possuem nota A ou B quando o assunto é capacidade de pagamento, de acordo com o Tesouro Nacional.

Essa classificação é necessária para o Tesouro aprovar a tomada de empréstimos com juros mais baixos por esses Estados.

Leia mais


Caiu, mas continua alto

Apesar da decisão do Banco Central de baixar a taxa básica de juros (Selic) de 14,25% para 14% ao ano, o Brasil continua sendo o país com os maiores juros reais, ou seja já descontada a inflação.

O país só perderia essa liderança se houvesse um corte de 4,75 pontos percentuais. Atualmente o Brasil tem juros reais de 8,49%, bem à frente da segunda colocada, a Rússia, que tem juros reais de 4,27%.

Leia mais


Menos empréstimos

Os empréstimos do BNDES concedidos no ano até setembro somaram R$ 62,2 bilhões, o que representa uma queda de 34% em relação ao mesmo período de 2015.

De acordo com o banco, a queda se deve a um mergulho recessivo profundo da economia.

Leia mais


Perspectiva ruim

O IBC-Br, considerado uma prévia informal do PIB, caiu 0,91% em agosto na comparação com o mês anterior. Foi o pior resultado mensal desde maio de 2015, quando o indicador caiu 1,02%.

No acumulado de 12 meses, a atividade econômica encolheu 5,48%. Os dados são do BC.

Leia mais


Multas mais salgadas

A partir de novembro todas as multas de trânsito vão ficar no mínimo 53% mais caras, de acordo com o Senado Federal. Isso graças a alterações no Código de Trânsito Brasileiro.

Algumas vão ter aumento de mais de 300%, como utilizar o celular ao volante, que hoje rende multa de R$ 85,13 e vai passar a custar R$ 293,47.

Leia mais


Agenda

Amanhã o IBGE divulga os dados referentes a outubro do IPCA-15, considerado uma prévia da inflação oficial.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos