Bolsas

Câmbio

Tesouro Direto lança app e amplia horário; veja passo a passo para investir

Do UOL, em São Paulo

  • iStock

O governo anunciou nesta quinta-feira (1º) um aplicativo para facilitar as operações no Tesouro Direto. A ferramenta estará disponível a partir de sábado (3).

Os investidores poderão realizar todas as transações como investimentos, resgates, agendamentos e consulta de extrato. Inicialmente, o app estará disponível, de forma gratuita, apenas para sistemas Android.

O investidor poderá cadastrar também o telefone celular no site do Tesouro Direto (http://zip.net/bxtyPN - link encurtado e seguro) para receber informações por meio de SMS (Serviço de Mensagens Curtas) sobre as operações, extrato e cobrança de taxas. Além disso, as informações serão enviadas por e-mail.

Mudança no horário

Também para deixar a aplicação mais fácil, o governo vai ampliar o horário de investimento no Tesouro Direto a partir de sábado. A BM&FBovespa já distribuiu as novas normas para as corretoras.

Hoje, em dias úteis, o investidor só pode vender os títulos de noite, das 18h às 5h. A compra ocorre das 9h às 5h.

Com a mudança, as compras e as vendas poderão ser feitas de dia, entre 9h30 e 18h. Entre 5h e 9h30, fica fechado. À noite, entre 18h e 5h, só poderão ser agendadas compras e vendas para o dia seguinte.

O Tesouro é recomendado por especialistas como boa alternativa para a poupança, mas sua operação não é tão fácil. Ficou interessado? Veja a seguir um passo a passo de como investir.

O QUE É O TESOURO DIRETO?

São títulos do governo federal. Quem investe no Tesouro empresta ao governo.


QUANTO É POSSÍVEL INVESTIR?

O valor mínimo para investir é R$ 30, e o máximo, R$ 1 milhão por mês.


COMO INVESTIR?

1. Diretamente pela internet:  www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto
É preciso se cadastrar em um banco ou corretora habilitados (veja a lista: http://zip.net/byrryW)

2. Ou por meio de um fundo:
Procure um banco ou corretora e escolha um fundo com investimento em títulos públicos


COMO COMPRAR E VENDER OS TÍTULOS?

No site do Tesouro Direto: https://tesourodireto.bmfbovespa.com.br/portalinvestidor/

Ou pela própria corretora, se ela for um agente integrado do Tesouro (veja se ela é identificada com um "sim" na coluna "Agente Integrado", no site do Tesouro: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/tesouro-direto-instituicoes-financeiras-habilitadas)


PRAZO PARA SACAR O DINHEIRO

Os títulos têm prazo de vencimento. O investidor pode sacar antes, mas receberá o valor de mercado daquele momento (pode ser mais ou menos que o esperado)

O dinheiro é depositado na conta no dia seguinte


COMO ESCOLHER OS TÍTULOS

Site do Tesouro tem questionário para ajudar o investidor a escolher conforme seus objetivos: http://www.tesouro.gov.br/tesouro-direto-questionario-perfil-do-investidor

Veja os títulos e suas indicações:

Tesouro Selic

  • Rentabilidade: Taxa Selic
  • Recomendação: Investidor de curto prazo que não quer risco de fortes oscilações no preço. É bom quando há expectativa de alta de juros

Tesouro IPCA+

  • Rentabilidade: IPCA + juro prefixado do dia da compra
  • Recomendação: Investidor que quer proteção contra a inflação em médio e longo prazos.  É vantajoso porque acumula os juros de todo o período e paga menos IR

Tesouro IPCA+ com juros semestrais

  • Rentabilidade: IPCA mais juro prefixado do dia da compra. Juro pago a cada 6 meses
  • Recomendação: Investidor que quer proteção contra a inflação em médio e longo prazos. Só é bom para quem precisa de renda periódica. Caso contrário, prefira o Tesouro IPCA+

Tesouro prefixado

  • Rentabilidade: taxa prefixada do dia da compra
  • Recomendação: Investidor que acreditam que os juros vão cair. É vantajoso porque acumula os juros de todo o período e paga menos IR

Tesouro prefixado com juros semestrais

  • Rentabilidade: Taxa prefixada do dia da compra. Juro pago a cada seis meses
  • Recomendação: Investidor que acreditam que os juros vão cair. Só é bom para quem precisa de renda periódica. Caso contrário, prefira o Tesouro prefixado


QUAL O RISCO?

Baixo, pois o governo é quem garante


TAXAS PAGAS

Custódia: 0,3% ao ano sobre o valor dos títulos

Administração: Bancos e corretoras cobram até 2% sobre o valor dos títulos, mas há instituições que fazem de graça. As taxas podem ser consultadas no site do Tesouro: http://zip.net/byrryW


IMPOSTO DE RENDA

Paga de 15% a 22,5% sobre o rendimento. Quanto mais tempo deixa aplicado, menos IR paga

  • Aplicado até 180 dias: IR de 22,5%
  • De 181 a 360 dias: 20%
  • De 361 a 720 dias: 17,5%
  • Acima de 720 dias: 15%

Se investir por menos de 30 dias, paga IOF também (de 3% a 96%, conforme os dias)

(Com Agência Brasil)

Fontes: Caroline Guedes, gerente da área de Captação e Novos Clientes da Rico Corretora; Mauro Mattes, gerente de Investimentos da Corretora Concórdia; Site do Tesouro Nacional

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos