ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

76% dos brasileiros que guardam dinheiro preferem a poupança, diz pesquisa

Do UOL, em São Paulo

17/01/2017 12h55

A poupança continua sendo a forma preferida pelos brasileiros para guardar dinheiro.

Em 2016, 76% dos que tinham economias guardadas optaram pela poupança como principal investimento, de acordo com uma pesquisa divulgada pela Fecomércio RJ (Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro) e pelo instituto de pesquisa Ipsos nesta terça-feira (17).

“Quando se fala em aplicação financeira, a caderneta de poupança sempre liderou a preferência do brasileiro", diz Gloria Amorim, diretora de políticas e estratégias da Fecomércio RJ. "Não apenas pela tradição ou facilidade de se investir, mas pelo fato de a aplicação não estar sujeita à cobrança de Imposto de Renda."

A proporção de investidores é menor que em 2012, quando 88% preferiam a poupança. Foi o ano em que o indicador atingiu a maior porcentagem na pesquisa.

O número vem caindo nos últimos anos porque, com a aceleração da inflação e o patamar elevado da taxa básica de juros, a poupança fica menos vantajosa. Com isso, o brasileiro começa a procurar também outras formas de investimento, como aplicações em renda fixa.

'Embaixo do colchão'

Em segundo lugar na preferência dos brasileiros está o velho hábito de guardar dinheiro 'embaixo do colchão'. Dos poupadores, 15% guardam dinheiro em casa.

Os fundos de investimento foram citados somente por 7% dos entrevistados, mas o número é maior que o registrado em 2012 (3%).

Menos de 20% guardam dinheiro

Na pesquisa, apenas 18% dos brasileiros declararam ter algum dinheiro guardado.

A porcentagem varia dependendo de mulheres (16%) para homens (20%) e de acordo com o grau de escolaridade.

A pesquisa foi realizada pela Fecomércio RJ/Ipsos, entre os dias 1 e 12 de julho, e contou com a opinião de 1.200 consumidores em 72 municípios brasileiros.

Contas digitais: como não pagar tarifa bancária (e economizar uma fortuna)

Me Poupe

Mais Economia