Bolsas

Câmbio

Ouça o Giro UOL Economia com os destaques desta quinta, 26 de janeiro

Do UOL, em São Paulo

Eike na mira da PF

O empresário Eike Batista foi alvo hoje da operação Eficiência, segunda fase da Calicute, que é um desdobramento da Lava Jato. Ele é acusado de pagar propina durante o governo de Sérgio Cabral no Rio de Janeiro.

O nome de Eike Batista foi incluído na lista de criminosos mais procurados do mundo da Interpol (Polícia Internacional) depois que a Polícia Federal não o encontrou para cumprir um mandado de prisão preventiva contra ele. O advogado de Eike disse que ele estava viajando e que se entregaria.

Leia mais


Mercado financeiro

A Bolsa emendou a quarta alta seguida e fechou com valorização de 0,53%, com 66.190,62 pontos. Esse é o maior nível de fechamento desde 26 de março de 2012. O avanço foi influenciado, principalmente, pelo desempenho positivo dos bancos. Só a ação do Banco do Brasil saltou mais de 6%. Já as ações da Petrobras e da mineradora Vale caíram.

O dólar subiu 0,28%, cotado em R$ 3,18. O dia foi marcado por nova atuação do BC brasileiro no mercado de câmbio e pelo avanço da moeda no exterior.

Leia mais


Doeu no bolso

A taxa de juros do rotativo do cartão de crédito subiu em dezembro para 484,6% ao ano. Essa é a taxa mais alta desde março de 2011, quando a pesquisa começou a ser feita. Os juros saltaram 2,4 pontos percentuais na comparação com novembro e 53,2 pontos em relação a dezembro do ano anterior.

Já o resultado do cheque especial ficou em 328,6% ao ano, uma queda de 2 pontos percentuais em relação a novembro e um salto de 41,6 pontos na comparação com dezembro de 2015. Os dados são do Banco Central

Leia mais


Mudança no rotativo

O Conselho Monetário Nacional divulgou novas regras para os juros do rotativo do cartão de crédito. Se o consumidor não pagar o valor total devido, depois de um mês, o banco deve apresentar uma proposta de parcelamento dessa dívida com condições mais vantajosas para o cliente. Os bancos e instituições financeiras têm até 3 de abril para se adequar às novas regras, segundo a decisão.

Atualmente, se o consumidor paga só uma parte do valor devido, o restante é jogado para o mês seguinte, com cobrança de juros altos. Isso acontece sucessivamente, com a cobrança de juros sobre juros, de modo que a dívida acaba virando uma "bola de neve".

Leia mais


Quem paga é o consumidor
 

A conta de luz pode ficar até 9% mais cara neste ano. Isso por causa de uma indenização prometida pelo governo federal por investimentos feitos por empresas de energia elétrica e que não foram ressarcidos. A sugestão da Aneel é que os mais de R$ 50 bilhões em indenizações sejam pagos em oito anos principalmente a subsidiárias das estatais Eletrobras, Cemig e Copel, além da empresa privada Cteep.

O pagamento vai ser bancado por meio de um aumento nas contas de luz dos consumidores a partir do segundo semestre, o que foi autorizado nos últimos dias do governo da então presidente Dilma, Rousseff.

Leia mais


De olho na conta de telefone

As ligações feitas de telefone fixo para celulares vão ficar mais caras a partir da próxima semana. A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou que as operadoras façam um reajuste médio de 1,33%.

As prestadoras são obrigadas a fazer uma grande divulgação do aumento nas cidades onde atuam pelo menos dois dias antes de aumentar a taxa.

Leia mais


Risco de calote

A agência de classificação de risco Fitch manteve a nota de crédito da Petrobras em "BB". Essa nota considera que existe risco de calote da empresa e, por isso, ela não recebe o selo de boa pagadora.

A agência também divulgou que a perspectiva é negativa, o que significa que a nota pode ser rebaixada ainda mais. A Petrobras perdeu grau de investimento da Fitch em dezembro de 2015.

Leia mais


Assentos vazios

O número de passageiros transportados pelas companhias aéreas no país diminuiu 7,8% no ano passado na comparação com 2015, informou a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Ao todo, as empresas transportaram 88,7 milhões de passageiros, contra 96,2 milhões registrados em igual período do ano anterior. Essa é a primeira vez em dez anos que o país tem queda no número de passageiros em voos domésticos.

Leia mais

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos