Companhia aérea quer levar passageiros em pé: "Se aguentam no ônibus..."

Colaboração para o UOL

  • Getty Images

A companhia aérea colombiana VivaColombia pretende revolucionar o mercado da aviação de uma maneira no mínimo polêmica: permitir que passageiros viajem em pé em voos curtos, com tarifas mais baixas, de acordo com o El Pais.

O fundador e CEO da empresa Willian Shaw declarou que muitas pessoas gostariam de pagar mais barato para viajar e a companhia não se importaria em permitir que o façam de pé. "Se podem aguentar uma horinha viajando em pé de ônibus por que não podem ficar uma hora de pé em um vôo para Cartagena ou Amazonas?", completou, à rádio Caracol.

Porém, segundo o El Espectador, a proposta é inviável. As normas de segurança em voos são muito rígidas, e viajar de pé não garantiria o bem estar dos passageiros. Questionado sobre isso, Shaw voltou a comparar os voos com viagens de ônibus, afirmando que as freadas bruscas do veículo também são perigosas.

"Se isso for diminuir o preço, nós vamos apoiar 100%. Nossa responsabilidade é baratear o custo o máximo possível para incentivar o turismo", acrescentou o CEO.

Apesar de inusitada, essa ideia não é uma novidade. Em 2015, a companhia chinesa Spring Airlines propôs um plano de tarifas baixíssimas para passageiros que se dispusessem a viajar de pé, segundo o Telegraph. Cinco anos antes, a Ryanair da Irlanda já havia se interessado pela alternativa, através de um assento vertical adaptável, que seria utilizado em viagens curtas. Porém, nenhum dos projetos foi colocado em prática.

O diretor da Aeronáutica Civil da Colômbia, Alfredo Bocanegra, rechaçou a ideia. Para ele a proposta é inadequada e discriminatória com os que teriam que viajar de pé. "Não é possível admitir que algumas crianças possam ficar no colo de seus pais e outras por serem pobres tenham que viajar de pé se submetendo a esse constragimento", declarou à rádio Caracol.

Bocanegra também afirmou que a medida vai contra as medidas de segurança, pois até mesmo os tripulantes do avião devem permanecer sentados em uma situação de emergência, já que existe o risco de machucar outros passageiros. "Já imaginou se uma pessoa de 120 quilos viajando de pé cai em cima de uma criança, um idoso ou em alguém com deficiência?", indagou o diretor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos