Bolsas

Câmbio

Ministro nega que governo tenha considerado rombo de R$ 170 bilhões

Do UOL, em São Paulo

  • Igo Estrela/Folhapress

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, usou sua conta pessoal no Twitter nesta segunda-feira (14) para negar que o governo esteja considerando a possibilidade de aumentar a previsão de rombo nas contas públicas para R$ 170 bilhões.

"É especulação a notícia de Meta Fiscal para [20]17 e [20]18 de R$ 170 bi. Ninguém trouxe tal valor à discussão nas reuniões de governo", disse o ministro.

Reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" afirma que há um impasse sobre o tamanho do rombo no governo, o que teria adiado o anúncio de número fechado nesta segunda-feira.

De acordo com o jornal, o Ministério da Fazenda defende que as metas de rombo sejam de R$ 159 bilhões tanto em 2017 como em 2018, mas a ala política do governo quer que ambas sejam ampliadas para cerca de R$ 170 bilhões.

O projeto de Orçamento para o ano que vem, com a previsão de rombo, tem de ser enviado ao Congresso Nacional até 31 de agosto.

Ao modificar as metas, há temores de que o Brasil possa ser rebaixado mais uma vez pelas agências de classificação de risco, o que poderia espantar investidores estrangeiros.

(Com agências)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos