PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Gasto de brasileiros no exterior sobe 25% e é o maior para julho em 3 anos

Do UOL, em São Paulo

23/08/2017 10h50Atualizada em 23/08/2017 12h36

Os brasileiros gastaram US$ 1,879 bilhão em viagens internacionais em julho, mês de férias escolares, o que representa alta de 37,96% em relação ao mesmo mês do ano passado (US$ 1,362 bilhão) e de 24,44% na comparação com junho (US$ 1,51 bilhão). O gasto foi o maior para julho desde 2014 (R$ 2,408 bilhões).

Os números são do Banco Central (BC) e foram divulgados nesta quarta-feira (23).

Além das férias escolares, contribuiu para o aumento dos gastos a desvalorização de 5,87% na cotação do dólar no mês passado, na maior queda mensal em mais de um ano. O recuo da moeda torna mais baratas as despesas fora do Brasil, além de puxar para baixo os preços das passagens aéreas.

Com o resultado de julho, os gastos dos brasileiros no exterior somaram US$ 10,684 bilhões no acumulado do ano, valor 35,34% maior do que o mesmo período do ano passado (US$ 7,894 bilhões).

No ano passado, os gastos dos brasileiros no exterior diminuíram 16,5% e tiveram o menor valor em sete anos, desde 2009.

Nova metodologia do BC

Em abril do ano passado, o BC adotou nova metodologia internacional para medir as contas externas.

Dentro da conta de serviços, onde estão os gastos com viagens, o BC passou a apresentar novas linhas, como serviços de propriedade intelectual (antigos royalties), e telecomunicações, computação e informações, que capta despesas com software, por exemplo.

A nova nota também traz outros serviços --pesquisa, desenvolvimento, publicidade, engenharia, arquitetura, limpeza e despoluição--, e serviços culturais, pessoais e recreativos.