Bolsas

Câmbio

Setor de serviços encolhe 1,9% em janeiro, pior resultado em seis anos

Do UOL, em São Paulo

O setor de serviços brasileiro encolheu 1,9% em janeiro, na comparação com dezembro, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira (16). Foi o pior resultado para o mês em seis anos, desde o início da série histórica, em 2012.

Em relação ao mesmo mês do ano passado, o setor caiu 1,3%. Analistas ouvidos pela agência de notícias Reuters previam alta de 0,9%.

Com esses resultados, a taxa acumulada em 12 meses ficou em -2,7%. 

O setor de serviços inclui, por exemplo, salões de beleza, imobiliárias, oficinas mecânicas, escritórios de advocacia, agências de turismo, companhias aéreas e hotéis, entre outros.

De maneira geral, foi uma base mais forte em dezembro, e agora teve redução no transporte de cargas, que foi positivo em 2017. Como isso tem peso importante, pesou no resultado geral
Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa no IBGE

Perdas generalizadas

No primeiro mês do ano, as perdas foram generalizadas. As piores ocorreram no setor de transporte, serviços auxiliares aos transportes e correio, de 3%. Em seguida, vieram os serviços profissionais, administrativos e complementares, que caíram 4%.

Dependente da recuperação da indústria e do comércio, a retomada do setor de serviços vem sendo mais lenta e irregular, em meio à taxa de desemprego ainda elevada no país.

A confiança, entretanto, vem melhorando, e em fevereiro chegou ao nível mais alto desde abril de 2014, de acordo com a FGV (Fundação Getulio Vargas), indicando melhora na tendência de contratações nos próximos meses.

(Com Reuters)

Como a reforma trabalhista afeta a sua vida?

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos