PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Motorista fica 21h na fila em BH por gasolina a R$ 2,28; SC cancela oferta

Posto em Brasília vende gasolina a R$ 2,98 como parte do Dia da Liberdade de Impostos - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Posto em Brasília vende gasolina a R$ 2,98 como parte do Dia da Liberdade de Impostos Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Carlos Eduardo Cherem e Afonso Ferreira

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte, e do UOL, em São Paulo

24/05/2018 13h00

O motorista Paulo Nogueira ficou 21 horas em frente ao posto Pica Pau, na avenida do Contorno, região central de Belo Horizonte, entre meio-dia de quarta-feira (23) e 9h desta quinta-feira (24), para abastecer com 35 litros o seu Escort. A gasolina era vendida sem impostos, a R$ 2,28 o litro. Ele economizou R$ 91,5.

Com essa economia eu consigo fazer compras no supermercado e passear no fim de semana.
Paulo Nogueira, motorista

A gasolina a preços promocionais fez parte do Dia da Liberdade de Impostos, um protesto realizado anualmente pela CDL Jovem (Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem). Por um dia, os estabelecimentos comerciais participantes deixam de repassar o valor dos impostos no preço de seus produtos e serviços. 

Leia também:

Em BH, senha acabou em poucos minutos

O posto Pica Pau, de Belo Horizonte, vendeu o combustível com desconto de 47,96%, sem os tributos. A oferta atraiu uma fila de mais de 300 veículos, que congestionaram o trânsito na região. A fila começou na véspera.

Porém, só os primeiros 120 carros e 65 motos puderam abastecer. Para os carros, o limite era de até 35 litros de gasolina. As motos podiam encher o tanque.

A senha foi distribuída em poucos minutos, mas uns 80 carros que estavam formando a fila não puderam ser atendidos. Moto não dá nem para saber quantas ficaram de fora.
Thays Prates, caixa do posto

Em posto de SC, promoção foi cancelada

Em Florianópolis (SC), o posto Ilha Bela também participaria do Dia da Liberdade de Impostos, mas teve que cancelar a promoção. Segundo um funcionário, o posto está sem combustível desde a noite da última quarta-feira (23) devido à greve dos caminhoneiros.

Motoristas que chegaram ao local foram avisados pelos frentistas sobre a falta de combustível, segundo o funcionário, que não quis se identificar.

A ação desta quinta prometia desconto de 42% no litro da gasolina, a R$ 2,47, para os cem primeiros clientes.

Fila quilométrica em Brasília

Fila em BSB - Marcelo Camargo/Agência Brasil - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Brasilienses enfrentam até 4 km de filas por gasolina a R$ 2,98
Imagem: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Uma rede de postos do Distrito Federal também decidiu vender gasolina sem impostos, a R$ 2,98 o litro. Uma fila de carros, que dá voltas e mais voltas, formou-se desde cedo na unidade da rede localizada na Asa Sul, área central de Brasília.

Segundo informações divulgadas pela rede, a ideia era oferecer, em cada um dos três postos da promoção, 10 mil litros de gasolina comum, até as 14h, ou até que os estoques acabassem, o que ocorresse primeiro. O pagamento deveria ser feito exclusivamente em dinheiro e o limite por veículo era de 20 litros.

Protesto 'especial'

O Dia da Liberdade de Impostos acontece em todo o país. Segundo o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) de Belo Horizonte, Bruno Falci, a iniciativa visa conscientizar não só a população, mas também os governantes. 

"O ideal é que não fosse preciso ter manifestações sobre o assunto, porque os impostos deveriam ser condizentes", disse Falci. 

O presidente do Minaspetro, o sindicato dos postos de combustíveis de Minas Gerais, Carlos Guimarães Júnior, disse que o movimento este ano tornou-se "especial" pelo fato de coincidir com as manifestações dos caminhoneiros contra o preço dos combustíveis.

"Não só o diesel está caro, mas também a gasolina. Hoje estamos diminuindo cerca de 50% do valor. Queremos impostos justos", afirmou.

Veja dicas para economizar combustível no seu carro

UOL Carros