ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Juros do cheque especial têm leve alta, a 13,2% ao mês em média, diz Procon

Do UOL, em São Paulo

10/09/2018 11h59

Os juros do cheque especial (o "limite" extra da conta corrente no banco) tiveram uma leve alta de agosto para setembro, enquanto os do empréstimo pessoal permaneceram iguais, de acordo com levantamento da Fundação Procon-SP divulgado nesta segunda-feira (10).

A taxa média do cheque especial passou de 13,187% ao mês, em agosto, para 13,195% ao mês, em setembro, enquanto a do empréstimo pessoal ficou em 6,28% ao mês. O levantamento do Procon-SP foi feito na última terça-feira (4).

Para efeito de comparação, a taxa básica de juros do país (Selic) está em seu menor nível histórico, a 6,5% ao ano.

Veja o resultado por instituição: 

Empréstimo pessoal (juros ao mês)

  • Banco do Brasil: 5,91%
  • Bradesco: 6,22%
  • Caixa Econômica Federal: 5,50%
  • Itaú Unibanco: 6,27%
  • Safra: 5,90%
  • Santander: 7,89%

Cheque especial (juros ao mês)

  • Banco do Brasil: 12,49%
  • Bradesco: 13,33%
  • Caixa Econômica Federal: 13,55%
  • Itaú Unibanco: 11,92%
  • Safra: 12,95%
  • Santander: 14,93%

Esses são números médios e podem variar para cada situação específica, porque os bancos oferecem taxas diferentes de acordo com o plano contratado pelo cliente e a relação entre eles (quem tem mais dinheiro no banco paga menos taxas).

Consumidor deve comparar custo, diz Procon

Segundo o Procon, antes de contratar qualquer modalidade de crédito, o consumidor deve comparar não apenas as taxas de juros, mas o Custo Efetivo Total (CET), "que engloba também todos os encargos cobrados, como seguro, impostos, taxas".

"Nem sempre a instituição financeira que oferece a menor taxa de juros tem o custo mais barato", afirma a órgão de defesa do consumidor. 

Mais Economia