Topo

Helicóptero que caiu com Boechat estava em situação regular, diz Anac

Do UOL, em São Paulo

11/02/2019 15h30Atualizada em 11/02/2019 16h01

O helicóptero que caiu em São Paulo nesta segunda-feira (11) estava em situação regular junto à Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), informou o órgão. O acidente matou duas pessoas --o piloto e o jornalista Ricardo Boechat, 66

Segundo a Anac, dados do Registro Aeronáutico Brasileiro mostram que o Certificado de Aeronavegabilidade do helicóptero, documento obrigatório para aeronaves voarem no país, era válido até maio de 2023. A inspeção anual de manutenção era válida até maio desde ano. 

O helicóptero modelo B06, de matrícula PT-HPG, da fabricante norte-americana Bell Helicopter, era do tipo turboeixo e foi fabricado em 1975. Ele tinha capacidade para transportar até quatro passageiros, mais tripulação, e era habilitado também para realizar voos noturnos sob condições visuais.

O veículo era propriedade da RQ Servicos Aéreos Especializados.

As investigações sobre as causas do acidente estão sendo conduzidas pelo Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), do Comando da Aeronáutica.

(Com reportagem de Alexandre Saconi)

Helicóptero cai sobre caminhão na rodovia Anhanguera, em SP

UOL Notícias

Mais Economia