IPCA
0.13 Mai.2019
Topo

Reforma da Previdência


'Centrão' barra tentativa do governo de acelerar Previdência na CCJ

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

2019-04-15T17:15:33

15/04/2019 17h15

A CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara do Deputados rejeitou, com 48 votos contrários e 19 a favor, um requerimento de inversão de ordem dos trabalhos para que a reforma da Previdência e o orçamento impositivo fossem os primeiros itens da pauta. O principal objetivo da proposta do orçamento impositivo é tornar obrigatória a execução de emendas de bancadas estaduais.

O requerimento foi apresentado pelo deputado general Girão (PSL-RN) e fazia parte da estratégia do governo para tentar agilizar os trabalhos. Com a rejeição, a sessão começou com a leitura da ata da última reunião da comissão pela deputada Maria do Rosário (PT-RS). Em seguida haverá leitura do expediente e depois terão início os debates sobre a reforma da Previdência e o orçamento impositivo.

O governo tem tido dificuldades para garantir apoio para a votação da reforma da Previdência. Partidos do "centrão" (DEM, PP, PTB, Podemos e Solidariedade) não tem se esforçado para ajudar no trâmite da matéria. Na CCJ, o deputado Arthur Lira (PP-AL) tem sido o principal porta-voz do grupo e tem mostrado força ao barrar as principais propostas do governo.

Segundo ele, o grupo não está interessado em cargos ou faz qualquer pedido ao governo. "Não há qualquer pedido desses partidos de nada para o governo: nem de cargo, nem de espaço, nem de emenda, nem de nada", disse.

Mais Reforma da Previdência