IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Mídia e Marketing


Ações publicitárias de Avon e Natura têm em comum a busca pela diversidade

Campanha da Natura criou polêmica - Reprodução/Natura
Campanha da Natura criou polêmica Imagem: Reprodução/Natura

Renato Pezzotti

Colaboração para o UOL, em São Paulo

23/05/2019 12h57

A fabricante brasileira de cosméticos Natura confirmou, em comunicado ao mercado, a compra da concorrente norte-americana Avon por aproximadamente US$ 3,7 bilhões (cerca de R$ 15 bilhões), criando um grupo avaliado em US$ 11 bilhões (cerca de R$ 44,5 bilhões). As ações publicitárias das duas marcas têm algo e comum: a busca pela diversidade.

A última iniciativa de Natura, por exemplo, deu o que falar nas redes sociais: para apresenta sua nova linha de maquiagem, "Coleção do Amor", a marca apostou na história de três casais não tradicionais, com uma mulher transgênero, por exemplo. Os beijos lésbicos mostrados no vídeo geraram polêmica, e a empresa foi parar nos "trending topics" do Twitter.

"Acreditamos no valor da diversidade. Isso está expresso em nossas crenças há mais de vinte anos, em nossas campanhas publicitárias, projetos patrocinados e em nosso corpo de colaboradores", afirmou a marca, após a polêmica.

Em fevereiro deste ano, a Natura apresentou sua última campanha institucional. Com o slogan "O mundo é mais bonito com você", o comercial convidava as pessoas a construírem "um mundo mais bonito, justo e equilibrado".

"Com base nos pilares que desde sempre norteiam nossa atuação, como a beleza livre de estereótipos, o poder das relações e o desenvolvimento sustentável, queremos fazer um chamado para o engajamento da nossa rede na construção de um mundo mais bonito, justo e equilibrado", afirmou Andrea Álvares, vice-presidente de Marketing, Inovação e Sustentabilidade da Natura.

Afrofuturismo da Avon

A Avon também abraça o tema -- além disso, o movimento negro e igualdade racial são questões centrais da comunicação da companhia.

A marca foi a primeira a contar com uma atriz negra como protagonista de uma campanha de maquiagem, além de ter sido a primeira a ter um comercial protagonizado por uma trans em TV aberta.

Em novembro do ano passado, a Avon lançou um manifesto sobre o "afrofuturismo", que exaltava a cultura e beleza negras.

"Queremos convidar as pessoas a uma reflexão a respeito da inclusão da identidade negra no cotidiano", declarou Juliana Barros, diretora executiva de Marketing da marca.

Para a campanha, a Avon contou com o trabalho de pessoas do projeto 20/20 --projeto da J. Walter Thompson criado para estimular a contratação de pessoas negras. Além desses talentos da agência, também participou da campanha o coletivo Mooc, composto por oito jovens negros da periferia de São Paulo.

Foco em sustentabilidade

A Natura é a única marca brasileira na lista da companhia canadense de mídia e pesquisa Corporate Knights, que reúne companhias globais com as melhores práticas do mercado.

No ranking das empresas mais sustentáveis do mundo deste ano, apresentado durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça a companhia ficou na 15ª colocação.

"É possível conciliar um novo jeito de fazer negócios, com respeito ao meio ambiente e geração de riqueza para todos e criação de valor para os nossos acionistas. Em um ano de tantas transformações importantes para a empresa, isso nos motiva a continuar construindo um mundo mais bonito de gerar impacto positivo", declarou Ferreira, presidente da Natura.

A empresa, desde 2007, neutraliza suas emissões de carbono. Desde então, 38 projetos de compensação foram apoiados pela Natura, sendo que desses 32 estão no Brasil e outros 6 na América Latina. Segundo a companhia, os projetos de compensação de carbono superam R$ 1,6 bilhão em benefícios socioambientais, além de terem compensado mais de 3,4 milhões de toneladas de gás carbônico equivalente.

Presença no Rock in Rio

Em 2018, a Natura também anunciou que será parceira do Rock in Rio. A empresa prometeu investir em iniciativas ligadas a sustentabilidade e inovação na próxima edição do festival, que acontece em setembro e outubro, no Rio de Janeiro. No vídeo do anúncio da parceria, a marca perguntava: "o que eu e você podemos fazer pelo futuro?":

Mídia e Marketing