IPCA
0,1 Out.2019
Topo

Todos a Bordo


Série sobre Santos Dumont usou réplica perfeita do 14-Bis; veja bastidores

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

25/09/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Minissérie sobre Santos Dumont estreia na HBO no dia 10 de novembro
  • Produção é ambientada na França e no Brasil do fim do século 19 e início do século 20
  • Um dos pontos altos é a recriação do primeiro voo do 14-Bis
  • O engenheiro brasileiro Alan Calassa construiu uma réplica perfeita do 14-Bis
  • O avião é utilizado nas gravações e Calassa atua como dublê

A HBO estreia, em 10 de novembro, a minissérie "Santos Dumont", que conta a história do inventor do avião. Dividida em seis episódios, o ponto alto da minissérie é a recriação do primeiro voo com o avião 14-Bis, ocorrido em 23 de outubro de 1906, em Paris (França). O voo histórico foi refeito no Rio de Janeiro com uma réplica perfeita do avião.

O modelo foi recriado pelo engenheiro brasileiro Alan Calassa e é praticamente idêntico ao 14-Bis original de Santos Dumont. "Esse 14-Bis que eu construí tem 99% de originalidade, como foi feito o 14-Bis de 1906", afirmou Calassa em vídeo obtido com exclusividade pelo UOL sobre os bastidores das gravações da minissérie (veja o vídeo acima).

A réplica utilizada nas gravações é uma das três que Calassa já construiu. As outras duas estão no Musée de L'Air, em Paris, e no Museu do Ar, em Sintra (Portugal). Calassa já fez diversos voos de demonstração pelo Brasil com sua réplica do 14-Bis.

Engenheiro também é dublê na minissérie

A participação do engenheiro brasileiro foi essencial para a gravação da série sobre a história de Santos Dumont. Além de ter recriado o avião original, Calassa também participa das gravações como dublê do ator João Pedro Zappa, que interpreta Santos Dumont na fase adulta.

"O Alan Calassa é a única pessoa no mundo que sabe pilotar um 14-Bis. É a única pessoa que sabe projetar o 14-Bis", disse o diretor Fernando Acquarone. "O projeto não seria possível sem a presença dele", declarou.

Outros modelos foram recriados por computador

O 14-Bis não é a única aeronave presente na minissérie da HBO. Nem todos, porém, contavam com uma réplica perfeita e que voava. "O maior desafio para a gente foi reproduzir todos os voos do Santos Dumont", afirmou Estevão Ciavata, outro diretor da minissérie.

Os outros projetos de Santos Dumont tiveram de ser recriados com o uso de computação gráfica. "Algumas coisas a gente produziu a base e construiu a estrutura, que era içada por alguns guindastes. Depois fez na pós[-produção] os dirigíveis", disse o produtor Eduardo Zaca.

Além das aeronaves criadas por Santos Dumont, a produção acompanha a trajetória do aviador, desde a infância nos cafezais de sua família, no interior de Minas Gerais, até os sofisticados salões e aeroclubes de Paris.

Mostrar detalhes da vida pessoal de Santos Dumont foi outro desafio para os produtores. "Ele é uma pessoa muito enigmática. A gente tem pouca informação sobre a vida pessoal. O nosso desafio foi como a gente vai juntar esses pontos históricos", disse Acquarone.

A minissérie foi realizada pela HBO Latin American em coprodução com a Pindorama. Estreia no dia 10 de novembro, às 21h, na HBO e no serviço de streaming HBO GO.

Todos a Bordo