PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Governo rebate críticas e diz que leilão do pré-sal foi "o maior do tipo"

Leilão da cessão onerosa ocorreu na manhã desta quarta-feira (6/11) - Felipe Dana/Agência Petrobras
Leilão da cessão onerosa ocorreu na manhã desta quarta-feira (6/11) Imagem: Felipe Dana/Agência Petrobras

Do UOL, em São Paulo

06/11/2019 19h20

O governo rebateu as críticas sobre o resultado do megaleilão de quatro áreas de petróleo na Bacia de Santos (RJ), nesta manhã, que previa conseguir mais de R$ 100 bilhões e arrecadou R$ 70 bilhões. Segundo o porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo de Barros, o leilão foi o "maior deste tipo no mundo" e considerado um sucesso.

"Segundo a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) o leilão desta manhã foi considerado um sucesso, diferentemente do que vem equivocadamente sendo veiculado. Havia expectativas em torno dos US$ 100 bilhões e atingimos US$ 70 bilhões. Isso significa que este foi o maior leilão deste tipo no mundo", declarou o general em Brasília nesta tarde.

A Petrobras ficou com 90% da área de Búzios — a mais cobiçada — ao firmar consórcio com duas empresas chinesas e também obteve 100% da de Itaipu. Outras duas áreas que estavam no leilão, Sépia e Atapu, não receberam propostas.

"Consideramos exitoso e temos expectativas futuras inclusive para esses outros dois postos que não foram incluídos no processo, para que sejam novamente apresentados e absorvidos pela iniciativa privada", disse Rêgo Barros.

De 14 empresas habilitadas a participarem, apenas sete compareceram. Algumas companhias reclamaram a falta de competição.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.

Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.

Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas