PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bolsonaro anunciará medidas econômicas como resposta ao coronavírus

04/03/2020 - Jair Bolsonaro no lançamento da Agenda + Brasil - Mateus Bonomi/AGIF
04/03/2020 - Jair Bolsonaro no lançamento da Agenda + Brasil Imagem: Mateus Bonomi/AGIF

Felipe Pereira

Do UOL, em Brasília

12/03/2020 18h07Atualizada em 16/03/2020 13h04

O governo federal prepara um pacote de medidas econômicas e trabalhistas para responder à crise provocada pelo aumento de casos de covid-19 no país. O anúncio será feito na live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), marcada para as 19 horas, que será seguida de um pronunciamento, previsto às 20 horas.

O presidente vem sendo monitorado após o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, testar positivo para a doença. O chefe do Executivo fez o exame e o resultado do teste será divulgado amanhã.

Não há confirmação de que ele fale sobre pacotes econômicos fora do combate contra o coronavírus nas declarações que fará hoje à noite nas redes sociais e na TV aberta.

As medidas econômicas contradizem a previsão inicial do presidente. Ontem, Bolsonaro classificou a situação como "pequena crise" e afirmou que se tratava mais de uma "fantasia" propagada pela mídia mundial.

Hoje, a bolsa de valores de São Paulo teve a maior queda desde 1998, recuando 14,76%. As medidas a serem anunciadas estão sendo analisadas pela Secretaria de Gestão de Desempenho de Pessoal (SGP) da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital (SEDGG).

O dia foi de nervosismo no mercado e o dólar chegou a bater R$ 5, mas desacelerou e fechou em R$ 4,786. O circuit breaker, mecanismo que interrompe os negócios na bolsa por causa da forte queda nas ações, foi acionado duas vezes. Isto não acontecia desde 2008.