PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Auxílio emergencial: Caixa pede que público evite aglomerações em agências

"Agências em diversas partes do país registram grandes filas e aglomerações de pessoas que não fazem parte do público-alvo do atendimento presencial", diz comunicado da instituição - Everson Bressan/Fotoarena/Estadão Conteúdo
'Agências em diversas partes do país registram grandes filas e aglomerações de pessoas que não fazem parte do público-alvo do atendimento presencial', diz comunicado da instituição Imagem: Everson Bressan/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

28/04/2020 15h29

A Caixa Econômica Federal divulgou comunicado hoje para pedir que clientes evitem aglomerações nas agências para sacar as parcelas do auxílio emergencial pagas pego Governo Federal durante a pandemia do novo coronavírus.

Quem se cadastrar tem direito a receber três parcelas mensais de R$ 600 cada. Segundo informou a Caixa, 44,3 milhões de pessoas já foram beneficiadas pela medida.

"Para atender quem mais precisa, teve início nesta semana o calendário escalonado de saque em espécie do auxílio emergencial nas agências, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui para os beneficiários da Poupança Social Digital. O escalonamento foi pensado justamente para evitar a busca massiva às agências, no momento em que se recomenda evitar aglomerações", diz o comunicado.

"Entretanto, agências em diversas partes do país registram grandes filas e aglomerações de pessoas que não fazem parte do público-alvo do atendimento presencial, ou seja, clientes em busca de serviços essenciais (como saque do seguro desemprego e Bolsa Família sem cartão, desbloqueio de senhas, etc.) e o público beneficiário do saque em espécie escalonado por data de nascimento", acrescenta.

Segundo levantamento da própria Caixa, apenas uma em cada cinco pessoas que compareceram ontem a agências do banco tinha direito ao saque na data em questão. Além disso, afirma que mais da metade dos acessos ao aplicativo Caixa Tem nos últimos dias foi feita por usuários que não têm direito ao auxílio emergencial.

"O banco tem envidado todos os esforços para otimizar e acelerar o atendimento em seus canais físicos e digitais. E ressalta a importância de apenas buscarem as agências aqueles usuários que precisam realizar serviços essenciais ou os beneficiários que receberam o auxílio na Poupança Social Digital e desejem fazer o saque em espécie", afirma a nota.

Os saques em espécie são feitos em datas específicas que seguem o nascimento dos correntistas, de forma a evitar aglomerações em agências:

  • 28 de abril - nascidos em março e abril
  • 29 de abril - nascidos em maio e junho
  • 30 de abril - nascidos julho e agosto
  • 4 de maio - nascidos em setembro e outubro
  • 5 de maio - nascidos em novembro e dezembro

"A Caixa informa que a prioridade ainda é manter o atendimento digital, por meio do cadastramento por app e site e a movimentação do benefício pelo Caixa Tem. Desta forma, o banco reforça o pedido para que a população só se dirija às agências e casas lotéricas em último caso", solicita o banco.