PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Guedes afirma que país pode emitir moeda se houver desemprego em massa

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

30/04/2020 13h21

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje que o país pode emitir moeda para enfrentar a crise econômica se houver a combinação de desemprego em massa, inflação perto de zero e "colapso" dos juros. A declaração foi feita durante audiência pública no Congresso Nacional.

"Se você cair em uma situação de desemprego em massa, de que inflação vai para 0% e juros colapsam, existe a armadilha da liquidez, tecnicamente. O BC pode emitir moeda e comprar a dívida interna. Se a taxa de juros for muito baixa, ninguém vai querer comprar título longo, e aí [o governo] pode monetizar a dívida sem que haja impacto inflacionário. Estamos atentos a todas as possibilidades", disse.

Guedes declarou que o bom economista não tem dogmas e, se tem boa formação, é capaz de fazer essas mudanças. Segundo ele, o Brasil passava por reformas estruturantes e mudou a política econômica para fazer reformas emergenciais. Apesar disso, o ministro disse que não é possível transformar a crise em ambiente para oportunismo político.

"Nós sabemos que o mundo espera que as reformas prossigam e que a gente tenha austeridade do ponto de vista de entender que em uma crise não pode faltar dinheiro para a saúde. Mas isso não pode virar uma farra eleitoral. Temos que ter senso de responsabilidade. Isso não pode virar um oportunismo político", declarou.

Monica de Bolle diz que letargia do governo Bolsonaro fará crise ser mais longa