PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Pijama e máquina de pão estão entre mais buscados na quarentena, diz Google

Getty Images
Imagem: Getty Images

Ricardo Marchesan

Do UOL, em São Paulo

01/06/2020 04h00

Chinelos, pantufas, pijamas, tablets, webcams, vasos e máquinas de pão. Esses são alguns dos produtos que tiveram maior aumento de buscas no Google no Brasil no período de distanciamento social por causa da pandemia de coronavírus.

De acordo com levantamento da empresa, com base na ferramenta Trends, que compara a variação de buscas sobre os termos em determinado período, o aumento da procura por produtos para casa, principalmente com foco em bem-estar, é notável.

Na comparação da semana entre 9 e 15 de maio com a média das primeiras semanas do ano, as categorias que tiveram maior aumento de buscas foram:

  • Tablets: +101%
  • Cama, Mesa e Banho: +98,7%
  • Eletroportáteis: +92,5%
  • Informática: +85,7%
  • TV e vídeo: +81,7%
  • Utensílios domésticos: +72,8%

Na análise por produto, a empresa destacou alguns que tiveram aumento relevante neste período, separados por categoria. Confira mais abaixo.

Busca por conforto

Para Rodrigo Chamorro, líder de insights para Varejo do Google Brasil, os produtos mais buscados evidenciam que as pessoas, durante a quarentena, estão comprando itens para aumentar o conforto e o bem-estar dentro de casa, além de preencher o tempo com atividades de lazer.

Isso fica evidente na busca por roupas e também de itens de casa, que tiveram aumento significativo na semana analisada.

Moda

  • Chinelos e pantufas: +800%
  • Pijamas: + 500%

Itens para casa:

  • Cobertores e colchas: +370%
  • Almofadas: +102%
  • Vasos para plantas: +101%

Webcam e tablet

O perfil de buscas também se tornou muito mais funcional, em alguns casos, já que a quarentena trouxe novas demandas ou aumentou a necessidade de itens que antes não eram prioridade.

"Quando você fala: 'Eu preciso adaptar minha casa para ser meu trabalho, para ser a escola dos meus filhos', isso traz um grupo muito novo de buscas", afirma Chamorro.

Entre os itens de informática, o Google destaca o crescimento de buscas por webcam no período analisado, por exemplo, diante do aumento de chamadas em vídeo para fazer reuniões, de trabalho ou com familiares e amigos.

Informática:

  • Webcams: +369%

Outro exemplo são os tablets, que tiveram crescimento de 101%.

"Tablet, até pouco tempo atrás, era um produto que estava em declínio, com as pessoas usando menos. Só que as escolas, incluindo as públicas, estão adotando o estudo em casa. Muitas vezes o tablet é a alternativa economicamente mais viável para conseguir que mais gente na casa tenha acesso às telas", diz Chamorro.

Máquina de pão e batedeira

No caso de eletrodomésticos, produtos que antes tinham menos destaque agora ganham mais atenção. Em casa por mais tempo, muitas pessoas passaram a experimentar mais na cozinha.

"Eletrodoméstico é um desses casos em que mudou muito a prioridade dentro da categoria. A gente tem algumas coisas que sempre foram bem-sucedidas, como fritadeira elétrica. Mas agora máquina de pão, de café, aspirador, um liquidificador um pouco mais resistente, tudo isso está aumentando", diz.

Eletroportáteis:

  • Mixers e batedeiras: + 144%
  • Máquina de pão: +140%
  • Aspiradores de pó: 110%

Panela de presente para a mãe

O perfil de buscas de produtos durante a quarentena também evidenciou mudanças nos presentes, como no caso do Dia das Mães.

Se em tempos normais pode não ser bem-visto dar um item de cozinha para a mãe, como uma panela ou batedeira, isso mudou neste ano.

As buscas por eletrodomésticos nos dias anteriores á comemoração tiveram maior protagonismo, em comparação com anos anteriores, chegando a rivalizar com itens mais tradicionais, como roupas.

"(Isso aconteceu) por dois fatores: simplificar a vida em casa virou um grande tema para todo mundo. Muitos pensam: 'Minha mãe vai curtir ter uma máquina que libera um pouco de tempo para ela'. O que era até um pouco ofensivo antes, hoje é mais aceito", diz Chamorro. "E, no caso da moda, ainda existe uma leve desconfiança das pessoas sobre o processo de compra de roupas pela internet. Os varejistas estão cada vez dando mais segurança para o cliente, aumentando o prazo para troca, criando novas maneiras de mostrar o produto, mas o eletrodoméstico acabou ganhando um pouco de relevância na semana das mães."

Menos maquiagem, mais creme

Saindo pouco de casa e com menos reuniões sociais, também é natural que o perfil de buscas de cosméticos fosse afetado.

"Antes, o que era protagonista em beleza era o que esconde alguma imperfeição que a pessoa acha que tem, para se apresentar em algum evento. Esses produtos ainda não recuperaram (o número de buscas). O que recupera? O cosmético que faz se sentir bem, que faz se sentir mais limpo, mais seguro, mais protegido."

Beleza:

  • Creme para rosto: +46%
  • Hidratante: +69%

Inverno também influencia

Além da quarentena, outros fatores sazonais também influenciam a busca por produtos. É o caso do clima. Nas últimas semanas, com a chegada do frio em algumas regiões do país, a busca por cremes e sopas entre os itens de supermercado também cresceu bastante.

"Começamos a ver uma busca bem grande de alguns alimentos, como sopa, creme, coisas mais de inverno. Porque são confortáveis, e ao mesmo tempo têm a ver com o clima", diz.

    Supermercado:

    • Sopas e cremes: + 129%

    Os tipos de alimento mais buscados também foram mudando ao longo da quarentena.

    "A primeira onda foi da comida que aumenta imunidade. Essa tendência tem até agora. Depois teve a dieta. Agora a gente vê a busca por alimentos que fazem sentir que estou em casa, com segurança. Sabe aquela coisa que remete à família?", afirma Chamorro.

    Economia