PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Presidente da Gol prevê 95% dos check-ins feitos por celular após pandemia

Avião da Gol Linhas Aéreas; empresa está se adaptando para o cenário pós-pandemia - Divulgação
Avião da Gol Linhas Aéreas; empresa está se adaptando para o cenário pós-pandemia Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

04/06/2020 08h30Atualizada em 04/06/2020 12h15

O presidente da Gol, Paulo Kakinoff, estima que 95% dos check-ins de voos serão feitos por celular após a pandemia do novo coronavírus. Em entrevista ao jornal O Globo, o executivo falou sobre os desafios impostos com a redução das atividades e explicou como a empresa está se adequando para o novo cenário.

"Antes da pandemia, 70% dos passageiros da Gol já faziam check-in pelo celular. Daqui pra, frente serão mais de 95%", disse Kakinoff.

O presidente ainda disse que a GOL planejou três etapas para a retomada, sendo a primeira com a adoção de cuidados extras para segurança sanitária de passageiros, como o uso de máscaras. Ela deve ser concluída em duas semanas.

Segundo o jornal, na fase seguinte, os protocolos sanitários serão reforçados até que se chegue à etapa final, ainda sem previsão, que dependerá da aprovação de vacinas e de tratamentos efetivos contra a covid-19. Segundo Paulo Kakinoff, este processo pode levar anos.

A Anac estima que a queda do número de passageiros de abril em relação ao mesmo mês do ano passado tenha sido de 97%. Para Paulo Kakinoff, a retomada do setor será gradual, desde que não haja uma segunda onda de contágio do novo coronavírus.

"Não havendo uma segunda onda de contágio, prevejo crescimento gradual da demanda de voos domésticos a níveis pré-crise até a metade do primeiro semestre de 2021", disse.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do que informou o terceiro parágrafo da matéria, a medição de temperatura caberá aos aeroportos, e não à Gol. A informação foi corrigida.

Economia