PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Privatização dos Correios: Estudos indicarão estratégias, diz presidente

Floriano Peixoto é o presidente dos Correios - Divulgação
Floriano Peixoto é o presidente dos Correios Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo

10/09/2020 11h26

O presidente dos Correios, Floriano Peixoto, acredita que estudos em andamento apontarão a melhor estratégia sobre uma possível privatização da empresa. Em entrevista à Exame, Peixoto disse que estes estudos vão indicar o melhor caminho para tornar os Correios mais competitivos.

"A desestatização de qualquer empresa pública exige estudos complexos e minuciosos que abrangem várias áreas. No caso do setor postal brasileiro, esses estudos já estão em andamento no âmbito do governo federal. A partir deles serão decididas as melhores estratégias para modernizar e tornar mais competitivo e eficiente o serviço postal do Brasil", disse.

Segundo Peixoto, "a transformação da cultura de consumo global aponta para a urgência da necessidade de adaptação e inovação". Por isso, sem entrar em detalhes, ele disse que os Correios precisam de mudanças para se tornarem mais competitivos.

"Nesse contexto, as amarras da legislação para empresas estatais acabam por prejudicar a competitividade necessária ao bom desempenho das atividades dos Correios. É preciso, portanto, adotar mecanismos que permitam à empresa competir em pé de igualdade com as demais, que se reinventam sempre no ritmo do mercado", disse.

Por fim, o presidente da empresa se disse confiante que será possível melhorar o serviço. "Certamente os estudos em curso trarão soluções para tornar os Correios mais ágeis e, consequentemente, qualificados a prestar um melhor serviço ao cidadão", disse.

Em agosto, a secretária especial do Programa de Parceiras de Investimentos (PPI), Martha Seillier, disse que o governo vai encaminhar ao Congresso um projeto de lei regulamentando a prestação privada dos serviços postais, cuja aprovação é passo necessário para a privatização dos Correios.