PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Robin Hood? CEO inglês afirma já ter deixado 74 empregados milionários

Matthew Moulding, fundador e CEO da THG, ao lado da mulher, Josie - Reprodução
Matthew Moulding, fundador e CEO da THG, ao lado da mulher, Josie Imagem: Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

09/12/2020 13h27

Matthew Molding, CEO da empresa britânica de comércio eletrônico The Hut Group, afirma ter doado 430 cotas de ações para funcionários nos últimos dez anos. Segundo o bilionário, o ato solidário já transformou em milionários um total de 74 empregados do chamado "baixo escalão" da companhia — incluindo motoristas, operários e secretárias.

O sucesso exponencial da empresa nos últimos anos contribui para o enriquecimento dos funcionários contemplados com o bônus. Um valor de 1 bilhão de libras (R$ 6,8 bilhões) já foi concedido aos funcionários pelo CEO, que mantém um fundo com 175 milhões de libras (R$ 1,2 bi) para futuras doações.

"Nós criamos mais milionários do que qualquer outra empresa na história corporativa britânica", afirmou Matthew em entrevista para o jornal Daily Mirror.

Ajudar a classe trabalhadora é para Matthew uma maneira de recompensar aqueles com uma origem similar a dele. Nascido na cidade de Burnley, o bilionário inglês começou a vida profissional trabalhando como lavador de panelas em bares e descreve sua origem como "típica de classe trabalhadora".

A participação de Matt na THG é estimada em 1,6 bilhão de libras (cerca de R$ 11 bilhões), visto que ele possui 25% das ações da empresa de tecnologia. Além de doar todo o salário que recebe como CEO para a caridade, Matthew foi movido a presentear mais ações aos funcionários em setembro, após um aumento no preço dos papéis lhe render um pagamento de 830 milhões de libras (R$ 5,69 bilhões).

Um gerente da empresa contou ao Mirror como que os bônus e as oportunidades concedidas por Matthew lhe ajudaram a melhorar de vida. O homem de 30 anos começou como aprendiz na THG e, graças as ações doadas pelo diretor, pôde comprar uma casa e pagar seu casamento. Hoje ele afirma ter 600 mil libras (R$ 4,1 milhões) em ações da companhia.

A The Hut é principalmente conhecida por sua marca de suplementos de fitness MyProtein. Mas, além das mais de cem marcas operacionalizadas pela empresa, os investidores estão especialmente interessados na tecnologia de compras online, que ela licencia para empresas como Asda e Tesco.

A abertura de ações para o mercado, em setembro, fez o valor da empresa atingir a casa dos 5,4 bilhões de libras (R$ 37 bilhões). Essa foi a maior IPO de empresa de tecnologia já realizada no Reino Unido, e atraiu investidores de tecnologia dos EUA mais acostumados a negociar na Nasdaq do que no segmento padrão da Bolsa de Valores de Londres.