PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Pequena empresa pode ter mais prazo para pagar ajuda recebida na pandemia

Com prazo inicial, alguns clientes já teriam de pagar a 1º parcela do Pronampe em março - iStock
Com prazo inicial, alguns clientes já teriam de pagar a 1º parcela do Pronampe em março Imagem: iStock

Antonio Temóteo e Giulia Fontes

Do UOL, em Brasília e São Paulo

09/03/2021 12h49Atualizada em 16/03/2021 09h56

O governo federal decidiu, na segunda-feira (8), permitir que bancos ampliem o período de carência para o pagamento de empréstimos concedidos a micro e pequenas empresas pelo Pronampe (Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte). Com isso, o prazo máximo para pagamento da primeira parcela pode passar de oito para onze meses.

A prorrogação, porém, não é automática nem garantida. A empresa devedora precisa entrar em contato com o banco do qual tomou o empréstimo e pedir o adiamento do vencimento. É o banco que vai decidir se aceita ou não.

O Pronampe foi criado no ano passado para auxiliar empresas de pequeno porte durante a crise causada pela pandemia de covid-19. O dinheiro foi oferecido pelos próprios bancos, mas com garantia de um fundo público, o FGO (Fundo Garantidor de Operações). A concessão de empréstimos aconteceu em 2021, e agora os empresários têm que pagá-los.

Empresas pediram mais prazo

A prorrogação da carência era uma reivindicação de empresários, já que os clientes que pegaram financiamentos no início do programa já têm que começar a pagar as parcelas. Com o agravamento da pandemia de covid-19, muitos afirmam que não têm condições de honrar os compromissos agora.

O Pronampe ofereceu R$ 37 bilhões em financiamentos para que empresas pudessem fazer investimentos ou pagar despesas operacionais. Os empréstimos têm prazo máximo de pagamento de 36 meses.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
No último parágrafo, o texto dizia que o prazo mínimo para o pagamento dos empréstimos do Pronampe era de 36 meses. Na verdade, este é o prazo máximo. A informação foi corrigida.