PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Governo começa a pagar hoje vale-gás de R$ 52; veja calendário

O auxílio tem valor de R$ 52, cerca de 50% do valor de um botijão de 13 quilos - Foto de arquivo/Banco Central
O auxílio tem valor de R$ 52, cerca de 50% do valor de um botijão de 13 quilos Imagem: Foto de arquivo/Banco Central

Do UOL, em São Paulo

27/12/2021 08h37

O governo federal começa a pagar hoje o auxílio gás, iniciando pelas famílias de cem cidades atingidas pelas chuvas na Bahia e em Minas Gerais.

Terão direito ao repasse pessoas de cidades destes estados que decretaram calamidade em razão dos impactos dos temporais que atingiram os municípios nas últimas semanas. Segundo o governo, mais de 100 mil famílias serão beneficiadas.

Para saber se seu município se enquadra na condição para o repasse, confira a lista publicada no Diário Oficial Estadual e disponibilizada no site do Ministério da Cidadania.

As demais pessoas que não estão nas cidades em estado de calamidade por causa das chuvas começarão a receber o benefício em 18 de janeiro, em conjunto com o pagamento do Auxílio Brasil.

O auxílio tem valor de R$ 52, cerca de 50% do valor de um botijão de 13 quilos. Serão contempladas famílias do CadÚnico (Cadastro Único) com renda per capital de até um salário-mínimo.

No calendário regular, o pagamento do auxílio gás será conforme o final do NIS (Número de Inscrição Social). Confira abaixo:

  • Final NIS 1: 18 de janeiro
  • Final NIS 2: 19 de janeiro
  • Final NIS 3: 20 de janeiro
  • Final NIS 4: 21 de janeiro
  • Final NIS 5: 24 de janeiro
  • Final NIS 6: 25 de janeiro
  • Final NIS 7: 26 de janeiro
  • Final NIS 8: 27 de janeiro
  • Final NIS 9: 28 de janeiro
  • Final NIS 10: 31 de janeiro

Os cartões e senhas utilizados para saque do Programa Auxílio Brasil poderão ser utilizados para o recebimento do Auxílio Gás.

O beneficiário pode consultar a disponibilidade do seu benefício pelos Aplicativos Auxílio Brasil, Caixa Tem ou ligando para o Atendimento Caixa ao Cidadão por meio do telefone 111.

O auxílio gás foi aprovado em outubro e sancionado em novembro. O público-alvo envolve cerca de 5,5 milhões de famílias.

O benefício foi criado em razão da dificuldade de compra de botijões de gás por famílias de baixa renda diante do aumento expressivo dos preços.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) sancionou na quarta-feira (22) o projeto de lei do Congresso Nacional que libera os R$ 300 milhões necessários para financiamento do programa.

* Com informações da Agência Brasil

PUBLICIDADE