PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Azul altera voos após dispensar tripulantes devido a casos de covid e gripe

A companhia aérea ressaltou que mais de 90% de suas operações estão funcionando normalmente  - Divulgação
A companhia aérea ressaltou que mais de 90% de suas operações estão funcionando normalmente Imagem: Divulgação

Stella Borges

Do UOL, em São Paulo

06/01/2022 10h13Atualizada em 06/01/2022 12h27

A Azul informou que registrou um aumento no número de dispensas médicas entre seus funcionários em razão de casos de gripe e de covid-19, o que levou a companhia a reprogramar parte de seus voos em janeiro.

As dispensas ocorrem porque pessoas com síndromes gripais devem ficar isoladas para não transmitir os vírus para outras.

Em nota ao UOL, a empresa disse que seus tripulantes apresentam, em sua totalidade, quadro com sintomas leves das doenças. A situação, diz a Azul, "tem acompanhado o crescimento do número de casos de gripe e covid-19 no Brasil e no mundo".

A companhia aérea ressaltou que mais de 90% de suas operações estão funcionando normalmente e que os passageiros afetados estão sendo notificados e recebendo assistência.

Veja abaixo a íntegra da nota enviada pela Azul:

A Azul informa que, por razões operacionais, alguns de seus voos do mês de janeiro estão sendo reprogramados. A companhia registrou um aumento no número de dispensas médicas entre seus Tripulantes - casos esses que, em sua totalidade, apresentaram um quadro com sintomas leves - e tem acompanhado o crescimento do número de casos de gripe e covid-19 no Brasil e no mundo. É importante ressaltar que mais de 90% das operações da companhia estão funcionando normalmente e que os Clientes impactados estão sendo notificados das alterações, reacomodados em outros voos da própria companhia e recebendo toda a assistência necessária conforme prevê a resolução 400 da Anac.

Problema global

O avanço da variante ômicron pelo mundo, altamente transmissível, tem provocado o cancelamento de milhares de voos em todo o mundo. Só no domingo (2), mais de 4 mil viagens foram canceladas, mais de metade deles nos Estados Unidos.

Os feriados de Natal e Ano Novo são normalmente uma época de picos para as viagens aéreas, mas a rápida propagação da variante levou a um aumento brusco nas infecções por covid-19, forçando as companhias aéreas a cancelarem voos enquanto pilotos e equipes de tripulação entravam em quarentena.

* Com Reuters

PUBLICIDADE