PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Bilionários

500 maiores bilionários do mundo perderam US$ 1,4 trilhão em 2022

Elon Musk, o homem mais rico do mundo - REUTERS/Mike Blake
Elon Musk, o homem mais rico do mundo Imagem: REUTERS/Mike Blake

Do UOL, em São Paulo

14/06/2022 14h42

As perdas das 500 pessoas mais ricas do mundo já acumulam US$ 1,4 trilhão somente em 2022, informou hoje a Bloomberg com base em seu ranking de bilionários.

Somente ontem, a perda de patrimônio de nomes como Elon Musk, dono da Tesla e da SpaceX, Jeff Bezos, fundador da Amazon, e
Mark Zuckerberg, dono da Meta, bateu os US$ 206 milhões.

Segundo o ranking, o CEO da Binance, Changpeng Zhao, perdeu mais riqueza: o ano representou uma queda de US$ 85,6 bilhões no patrimônio do chinês devido a perdas no mercado de criptomoedas.

A Bloomberg atribui a volatilidade dos patrimônios dos bilionários à situação financeira global, que vê índices de inflação recordes na Europa e nos Estados Unidos.

A queda acentuada também ocorre devido ao acúmulo rápido de riqueza para os bilionários durante a pandemia.

Um relatório da organização Oxfam mostrou que um novo bilionário surgiu quase todos os dias desde março de 2020, quando a Covid-19 passou a se espalhar globalmente.

As fortunas das 10 pessoas mais ricas do mundo — incluindo Musk, Bezos e Bill Gates, fundador da Microsoft — mais que dobraram, para US$ 1,5 trilhão, tornando-os seis vezes mais ricos do que os 3,1 bilhões de pessoas mais pobres do mundo, aponta a organização.

Enquanto isso, mais 160 milhões de pessoas foram empurradas para a pobreza durante a pandemia, disse a instituição, citando números da lista dos bilionários da Forbes de 2021, do Global Wealth Databook do Credit Suisse e do Banco Mundial.

*Com informações da Agência Estado

Bilionários