PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Bill Gates compra palácio romano por R$ 900 milhões, diz site

Empresa de Bill Gates deu sinalização equivalente a R$ 110 milhões para comprar palácio em Roma - Kuhlmann/MSC
Empresa de Bill Gates deu sinalização equivalente a R$ 110 milhões para comprar palácio em Roma Imagem: Kuhlmann/MSC

Do UOL, em São Paulo

28/06/2022 15h50Atualizada em 29/06/2022 08h34

O bilionário Bill Gates está desembolsando US$ 170 milhões (equivalente a R$ 900 milhões) para comprar o Palazzo Marini, construção do século 17 localizada na Piazza San Silvestro, na região central de Roma.

Segundo o site The Daily Beast, o palácio, que fica em um dos principais pontos da capital italiana, deve ser transformado no primeiro hotel seis estrelas da região.

O site teve acesso a registros públicos de Roma mostrando que Gates, por meio da empresa Cascade Investment, fez um adiantamento de US$ 21 milhões (R$ 110 milhões) para a compra do palácio, que fica dividida em quatro blocos de uma praça, com restaurantes e lojas "populares", como a Ikea e uma loja de equipamentos de celulares.

Não há até o momento, porém, qualquer posicionamento oficial do Four Seasons sobre a compra.

Gates assumiu o controle do grupo hoteleiro em 2021, quando a Cascade Investment comprou cerca de metade das ações que o príncipe saudita Alwaleed bin Talal tinha do Four Seasons por US$ 2,21 bilhões. Com a compra das ações do príncipe, a empresa de Gates ficou com 71,3% de participação nas ações totais do grupo hoteleiro.

Palácio deve ser transformado em hotel Four Seasons, grupo do qual Bill Gates tem maioria das ações - Google Street View - Google Street View
Palácio deve ser transformado em hotel Four Seasons, grupo do qual Bill Gates tem maioria das ações
Imagem: Google Street View

A sinalização da compra dividiu opiniões no país europeu. Enquanto alguns afirmam que a criação do hotel vai funcionar como um "chamariz" para que hospedagens da região mantenham seu "alto padrão", outros mostraram preocupação com o aumento dos preços de aluguéis na área, o que pode prejudicar os comerciantes locais.