Bolsas

Câmbio

PIB da Alemanha cresceu 1,7% em 2015, taxa mais forte em 4 anos

BERLIM (Reuters) - A economia da Alemanha cresceu 1,7% em 2015, uma leve melhora ante o ano anterior e a taxa mais forte em quatro anos, de acordo com estimativa preliminar da Agência Federal de Estatísticas divulgada nesta quinta-feira (14).

O crescimento da maior economia da Europa foi determinado pelo consumo privado, que cresceu à taxa mais forte desde 2000. Os gastos das famílias foram alimentados por fortes aumentos salariais, inflação baixa e emprego recorde.

"O mais importante condutor do crescimento foi o consumo doméstico", disse em comunicado o chefe da Agência de Estatísticas, Dieter Sarreither.

Economistas consultados pela agência de notícias Reuters esperavam crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) de 1,6% em 2015, mesma taxa de 2014.

O consumo privado expandiu 1,9%, contribuindo com 1 ponto percentual para o crescimento de 2015, enquanto os gastos públicos somaram 0,5 ponto. O comércio contribuiu com 0,2 ponto, embora as importações tenham crescido a uma taxa ligeiramente maior que as exportações.

A alta do PIB ficou em linha com a previsão do governo. Para 2016, Berlim espera expansão de 1,8%. Uma entrada recorde de mais de um milhão de imigrantes no ano passado está elevando os gastos estatais uma vez que as autoridades gastam mais com moradia e medidas de integração.

(Reportagem de Michelle Martin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos