Bolsas chinesas têm leve alta, índice asiático cai antes de Fed e referendo britânico

XANGAI/TÓQUIO (Reuters) - As bolsas chinesas fecharam com leve alta nesta terça-feira (14), uma vez que os investidores permanecem cautelosos após uma queda nesta semana e antes da decisão do MSCI sobre se acrescenta as ações da China a um de seus índices.

Os investidores também estão preocupados com a saúde econômica chinesa e se preparam para uma possível saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve alta de 0,31%, enquanto o índice de Xangai recuou 0,35%. Os índices caíram 3% na segunda-feira.

Já o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,9% às 7h47, antes do início nesta terça-feira da reunião de dois dias do Federal Reserve, banco central norte-americano, em meio a crescentes preocupações com o referendo na próxima semana que pode levar a Grã-Bretanha a deixar a União Europeia.

A população parece dividida antes da votação no dia 23 de junho, com a campanha pela saída ampliando a liderança sobre os que defendem a permanência, de acordo com duas pesquisas publicadas na segunda-feira.

  • Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 1%, a 15.859 pontos.
  • Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,61%, a 20.387 pontos.
  • Em Xangai, o índice SSEC ganhou 0,35%, a 2.842 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,31%, a 3.075 pontos.
  • Em Seul, o índice Kospi teve desvalorização de 0,36%, a 1.972 pontos.
  • Em Taiwan, o índice Taiex registrou alta de 0,47%, a 8.576 pontos.
  • Em Cingapura, o índice Straits Times desvalorizou-se 0,61%, a 2.768 pontos.
  • Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 recuou 2,06%, a 5.203 pontos.

(Reportagem de Samuel Shen, Nathaniel Taplin e Lisa Twaronite)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos