PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

IGP-M tem alta de 0,16% em outubro com alívio no atacado e construção, diz FGV

28/10/2016 09h03

SÃO PAULO (Reuters) - A alta dos preços no atacado e da construção apresentaram algum alívio e o Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) terminou outubro com avanço de 0,16% contra 0,2% no mês anterior, informou a FGV (Fundação Getúlio Vargas) nesta sexta-feira (28).

A expectativa em pesquisa da agência de notícias Reuters era de avanço de 0,2%, na mediana das projeções dos economistas consultados.

Segundo a FGV, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, desacelerou ligeiramente a alta a 0,15% em outubro, contra 0,18% em setembro.

Os preços dos produtos agropecuários no IPA tiveram queda de 0,79% no período, contra recuo de 0,65% um mês antes. Já os produtos industriais repetiram a alta de 0,53%.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que tem peso de 30% no IGP-M, avançou 0,17% em outubro, contra alta de 0,16% no mês anterior.

A FGV destacou o desempenho do Transportes, que passou a avançar 0,51% depois de recuo de 0,12% em setembro, pressionado pelo comportamento da gasolina.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, subiu 0,17% em outubro, após registrar alta de 0,37% em setembro.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

(Por Camila Moreira)

PUBLICIDADE